RESENHA PERFUME KAIAK EXTREMO NATURA - DEO COLÔNIA

O frasco cinza e fosco com um design que lembra o de acessórios usados por esportistas guarda uma fragrância intensa, que integra traços clássicos e, também, contemporâneos. Interessante observar que certos perfumes ligam imediatamente a nossa memória a sensações como: aí está um perfume cujo cheiro realmente é para pessoas que praticam esportes. Ano a ano construídos em nossa cultura, acabamos internalizando e associando esses significados. Cheiros frescos, aromáticos e amadeirados.
RESENHA NATURA KAIAK EXTREMO
Conceito do perfume - fragrância que te põe em movimento.

Sentir Kaiak Extremo não é cheirar uma novidade total, mas atestar que um clássico da história da perfumaria nacional voltou mais intenso, e isso agradará a muitos. É possível sentirmos a estrutura do Kaiak com algumas inovações.
A base bem natural, que nos faz pensar que estamos a correr sentindo os cheiros de uma floresta úmida com suas raízes, troncos e folhas ao chão, ganha explosão inicial e fugaz de bergamota, lavanda achocolatada que persiste a maior parte do tempo e uma violeta. Violeta em perfume masculino? Sim, ela (com aquele sentido "bala de festa") quebra a aspereza de outros elementos e aqui está funcionando como um tempero sobre os demais cheiros. Na maior parte do tempo o que fica é o exalar estrutural de madeiras com musgo, folhas verdes, com gotas de violeta balinha e, apesar de não explicitado, sinto fortemente um véu de lavanda achocolatada permeando toda a fragrância.  Para o meu gosto pessoal, até que a base "mato" ficaria mais interessante se estivesse só, mas tenho observado que adoçar os perfumes para homens tem sido uma tendência na perfumaria masculina internacional. Provavelmente Natura está, aqui com seu chocolate e violeta doces, intensificando um trilhar olfativo contemporâneo. 
KAIAK EXTREMO NATURA
O press kit do perfume trazia um extensor - convite à prática de esportes e cuidado com o corpo
Para uma Deo colônia, o desempenho está fantástico. Perfuma longa e intensamente. Os testes aqui em casa indicam pelo menos 10 a 12 horas do perfume na pele. Sua evolução é arrastada, lenta, a fragrância te acompanha muito bem. Creio é um perfume compartilhável por mulheres que venham a apreciar cheiros de folhas verdes, mato, raizes, madeiras e aquela sensação de bosque úmido com um toque de lavanda, chocolate e violeta. Atenção: é uma edição limitada para este outono de 2014.
Família olfativa: aromático amadeirado
Notas de saída: bergamota, mandarina, folhas verdes
Notas de corpo: muguet, folhas de violeta
Notas de fundo: musk, madeiras, musgo, âmbar
Muito curioso como ao longo dos anos e das experiências associamos os conceitos dos perfumes às sensações de tal forma que ao cheiramos uma fragrância temos a nítida sensação: é perfume para pessoas esportistas.

Observação importante:

A perfumaria tem vivido uma enxurrada de expressões como Intense, Extreme, Extremo, Noir, Black... em clara tentativa de vincular à sensação de "ser mais forte, intenso, marcante." Muitos de nós concordaremos - que na maioria dos casos trata-se apenas de estratégia de propaganda. No caso do Kaiak Extremo, no entanto, o extremo é real - a fragrância está com potência elevada, em relação à sua primeira versão. É um extremo - de fato! :)

Abraços perfumados.

10 comentários :

  1. Marketing Extreme. Excelente leitura, Dâmaris
    Poderiam investir mais no refinamento das fragrâncias. Pro meu nariz, todos os perfumes Natura tem o mesmo fundo, incrível!
    Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thais, muitas marcas têm um acorde de base e sobre ele fazem as suas criações. Nós, clientes e apaixonados, chegamos a dizer "sabia que esse perfume era da marca tal, pude sentir a assinatura!". É assim com Guerlain tbém, por exemplo, e seu "talquinho" inconfundível nas fragrâncias femininas.

      Pelo que tenho cheirado, a Natura tem mesmo esse cheirinho de mato, que nos faz lembrar natureza...

      bjos, feliz dia.

      Excluir
  2. Dâmaris querida,

    Vou te contar um breve relato sobre Kaiak.....acho delicioso e não tenho dúvidas que esse deve ser realmente mais intenso que o primeiro lançado. Mas infelizmente, não posso com ele, não por causa do cheiro delicioso dele, mas por me lembrar constantemente de uma pessoa que passou por minha vida e não me fez bem.

    Eis que as caixinhas de nossas memórias são abertas....e nos fazem lembrar ou de coisas deliciosas, ou de coisas que queremos enterrar.

    Te pergunto uma coisa: Lembras de que a Natura fabricava uma linha de shampoo chamada Simbios(acho que era assim o nome) nr. 1 e nr. 2??? Oh saudades do cheiro, eu tinha 15 para 16 anos quando usei, assim como uma colônia chamada Orvailhe (acho que era assim que chamava)....doces lembranças.

    Beijo carinhoso e sou fâ da Natura!
    Malú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ...e frente à memória olfativa nada podemos fazer, apenas seguir as suas ordens. Entendo vc perfeitamente, pois certos cheiros não posso sentir pois torno a reviver as mesmas emoções de outrora.

      Lembro vagamente, Malu...
      Natura é exemplar, mesmo!!

      bjs

      Excluir
  3. Oi, Dâmaris, faço minhas as palavras da Thais...nada contra a Natura (gosto de muitos produtos da empresa), mas seus perfumes possuem uma "assinatura de fundo que se repete", assim como percebo ocorrer com os da Carolina Herrera, por exemplo...Penso ainda que com as reformulações dos originais ocorreu uma "diluição" geral das fragrâncias...uma pena...(meu atual YSL Jazz é apenas uma sombra daquele que já tive nos anos 90...) Essa talvez seja uma boa jogada de marketing para aumentar a procura e as vendas. E estou com a Malú....Kaiak infelizmente não me traz boas lembranças (pessoas difíceis, época de faculdade, apertos, dinheiro curto, rs...). O contrário ocorre com o Chanel Egoiste para mim...ô época gostosa, rs. Como que cheiro é poderoso em nossas memórias, não? Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Natura investe nesse fundo cheirinho de mato, Ubiratan.... e é intencional. Tem os prós e os contras nesta escolha, certamente. Conheci um casal europeu que amou essa assinatura; já eu tenho alguma dificuldade em me sentir cheirando verde (salvo raras exceções).

      Cheiros e Memórias - elos inseparáveis e eternos, certamente! :)

      abraços

      Excluir
  4. Dâmaris, sabe me dizer quais os perfumes da linha Kaiak tem mais longevidade e projeçao ?
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. infelizmente não conseguirei explicitar prá ti esses aspectos, pois conheço 2 perfumes da linha Kaiak. O primeiro e este da resenha - e ambos tem intensa projeção e fixação.

      Excluir
    2. Dâmaris, concordo com você: extremo de fato. Eu só tenho a comemorar, já que o Kaiak tradicional era a única das versões que me agradava.
      Acrescento uma coisa: as versões "extreme", "noir" etc. também tem a função de fazer com que um lançamento pegue carona em um sucesso de vendas, mesmo que às vezes a relação olfativa não seja tão estreita entre duas obras da mesma marca.!
      Adorei o blog!

      Excluir
    3. e na ânsia do Brasileiro de querer perfumes mais fortes as expressões caem como uma luva, não é Cris? Obrigada! Seja bem-vindo! abraços

      Excluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover