CHANEL N5 - TUDO O QUE EU QUERO - FILME COM GISELE BUNDCHEN

Chanel investe muito na escolha do rosto que divulgará os seus produtos. Novas eras, novas tendências de mercado e... volta-se ao Brasil escolhendo nossa Gisele Bündchen como a face do mítico N5.

Baz Luhrmann é o diretor (Moulin Rouge, The Great Gatsby, Romeo e Julieta) que conduz "O único que eu quero" - título do filme Chanel N5. 





Se até agora os filmes Chanel eram românticos e idealizados, a nova versão com Gisele Bundchen choca à primeira vista. No entanto, ao "conversarmo" com o Diretor através de uma das suas entrevistas, percebemos que essa desconstrução do mundo perfeito é totalmente intencional.

Se a escolha de Bundchen é comercial, o romance contado aqui é amparado na minha, na tua, na nossa vida.

BLOG SOBRE PERFUMES
Gisele Bündchen para Chanel 2014


"eu acho que Gisele representa o Chanel No. 5 e a mulher de agora. Ou seja: ela pode praticar esportes na praia, ter um momento para si e para ele. Ela pode ter um filho.Ela pode ter um emprego de verdade. O trabalho, onde ela cria imagens inspiradoras para as mulheres, não significa que não possa ter estresse ou uma relação complicada. Todas essas coisas que realmente acontecem, não são fantasias, são realidade. Mas isso não significa que ela precisa abrir mão do romance, de fugir e colocar um vestido bonito e ter um momento de sensualidade. Assim, tudo isso não vem facilmente. Esse é um filme em que tudo não é apenas bonito, com sorrisos e flores. Eu queria que houvesse isso... eles estão tendo uma discussão, ele não está indo bem. Eu espero que você, a partir do trailer, veja que há uma relação e ela é instável." B.L 

E a música com essa voz rouquinha, nostálgica e encantadora? É de Lo-Fang.

Tenho percebido que a Chanel, já há alguns anos, têm tentado desconstruir a idéia de marca-altar, marca-trono para aproximar-se de algo mais possível. O filme atesta isso também, em minha opinão. 

O que você pensa sobre? E quanto ao filme, gostou? Ou prefere os românticos vídeos de outrora?

Abraços chanelísticos...

ah, vocês viram que Gigi também faz a nossa "nuvem" de perfume? rsrs

BLOG SOBRE PERFUMES




24 comentários :

  1. Morri. Pronto. Se eu falar alguma coisa estraga! ESPETACULAR!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e a casa? e o corpão? e o perfume? e o love? e os problemas? rsrs todos ali!

      Excluir
  2. Pensei EXATAMENTE o que escreveu abaixo do vídeo, Dâmaris....compare este clipe com o que participa Nicole Kidman e Rodrigo Santoro...é a desconstrução de um "perfume altar, de uma mulher extremamente sofisticada e 24 horas por dia bem vestida e elegante".....Gisele é colocada nele para mostrar que é mãe, esportista, descolada, despachada, dona de casa e, porque não, elegante, sofisticada e romântica, além de linda. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A publicidade cria um vínculo estreito e imediato conosco pela identificação também;

      se bem que........ bom......problemas temos, mas o corpão não! rsrs Nem tão real, mas bem melhor que as divas anteriores. :) rsrs abs.

      Excluir
  3. Esse ano temos 2 perfumes com a Gisele, o 212 vip rose e o Chanel nº5, mas rumores indicam que ela gosta mesmo é do The One...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ela está em todas mesmo, Juliana! rsrs sortuda menina!

      Excluir
  4. Entendi a questão da mulher múltipla: esportista, mãe, amante, profissional. Entendi que quiseram colocar que mesmo uma mulher bem resolvida, linda, amada enfrenta problemas cotidianos. A beleza de Gisele é inquestionável, mas algumas coisas me desagradaram... entre elas, a cena da modelo surfando. Ficou mentirosa demais. Outra coisa, aquelas joias '5' são feias, ficou desnecessário. O 'simbolo' 5 ficou bem melhor colocado de forma mais discreta, como aparece no carro conduzido por Gisele rumo ao reencontro com seu amor.
    No final, se tivessem deixado a cena praiana pra lá teria ficado beeem melhor, em minha opinião... Não ornou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é o jeito Gabrielle de ser, Diana... a fundadora da marca gostava disso. Até mesclava jóias com bijouterias :)

      Excluir
    2. Verdade. Ela que alavancou o status das bijuterias, não foi? Não estou certa..

      Excluir
  5. OIà Village, tudo bom?

    Olha, acho que a chave pra entender essa peça da Chanel pode estar no livro ~O Luxo Eterno~, do Gilles Lipovetsky. Lipovetsky é um filósofo francês, teórico da sociedade de consumo e muito estudado do meio acadêmico de Moda. É bibliografia obrigatória. Basicamente, Gilles diz que o Luxo atualmente está relacionado com emoções. Coisas que nos fazem emocionar. Experiências. Aquela coisa de ser muito rica, viajar em cruzeiros e fazer a linha madame esnobe morreu nos anos 80. Luxo, hoje, é você ter tempo pra brincar com seus filhos, vê-los crescer, ir à praia no meio da semana, poder viajar e conhecer culturas exóticas, etc. Luxo hoje é bem estar. Luxo não é ter um perfume necessariamente caro, mas sim, ter um perfume que só vc tem. Não precisa ser um Serge Lutens da vida. Luxo mesmo é você ter aquela essência pura e natural extraído artesanalmente em alguma reserva indígena que você comprou naquela sua viagem para a Amazônia... Dito isso, dá pra entender essa mudança de identidade do Chanel n°5. A Gisele é a cara dessa nova mulher, mais despojada, laid back, ( as vezes criticada por ser vista sempre de jeans e camiseta). Eu acho que se ela não tivesse estourado como modelo, provavelmente ela estaria agora morando em Floripa, namorando um surfista e curtindo um reggae na praia todo sábado rsrs. Mas veja bem: Por mais casual que ela seja, ela é mãe, tem uma família perfeita, um marido perfeito e mora num castelo na Califórnia. Então ela meio que une em si essa nova mulher: Rica, muito rica, porém, mais casual, meio boho, meio natureba. Muito diferente de outras ricas como Paris Hilton, que ainda é, digamos, do ~estilo antigo de ser rica~, que vive de status e ostentação.

    Então, quando a empresa quer manter um produto sempre atual, ela tem que, de tempos em tempos, reinventar esse produto, no caso de perfumes, como não se muda a fórmula, então muda-se a imagem dele. Acho que o público a quem se direciona é o mesmo, apenas mudando a imagem, de acordo com o posicionamento estratégico definido. No caso, aqui, acho que está relacionado com a ideia desse novo Luxo, dessa nova mulher, que também a gente encontra na figura da Angelina Jolie.

    desculpa o tamanho do comentário! abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Polly

      excelente sugestão de leitura e igualmente muito bom o seu comentário.

      Gabrielle Chanel tinha essa percepção de luxo, de alguma forma. Tirou a mulher dos laços que amarravam o conforto e impediam a fluidez dos movimentos e colocou a roupa e os acessórios à serviço do cotidiano, das necessidades e desejos da mulher. A gestão da maison, no entanto, desvirtuou-se por algum tempo, mas nos últimos anos tenho visto muito essa lógica da reaproximação com um público maior. Creio que estão a resgatar a alma Chanel, aquela de Coco.

      O interessante, também, é que nos perfumes a marca segue 2 direções ao mesmo tempo. Muda apenas o simbólico, a face, a imagem, mas mantém os seus clássicos praticamente inalterados. E nos perfumes-lançamentos aproxima-se das "tendências" que outras tbém estão a seguir.

      Luxo é viver e usufruir de cada instante com intensidade e singularidade. Também nesta ambiência crescem os perfumes de nicho, as fragrâncias exclusivas, as notas exóticas...

      Bem-vinda ao VB.

      Abraços perfumados

      Excluir
    2. Que interessante.... vendo por esse lado tudo faz mais sentido...

      Excluir
    3. Luxo contemporâneo ao resgatar a essência.

      Excluir
    4. brilhante comentário da Polly, não é Diana?

      Excluir
    5. Depois do seu comentário, assisti novamente o vídeo e é apaixonei. Se bem que eu ainda acho a cena da praia, como disse alguem ali em cima, falsa demais. No entanto, a ideia do vídeo é linda, me inspira.

      Excluir
  6. Eu ameii.
    Gisele é DIVA.
    E realmente achei que esse caminho deles foi sensacional.
    Desmitificou o Chanel nº 5.
    Na minha opinião trouxe ele pro mundo real.
    Conseguiu me passar uma aproximação muito maior.

    ResponderExcluir
  7. Mas eu achei extremamente romântico....a música me fez viajar pelo clipe, uma delícia de ouvir e contemplar cada momento do vídeo. Sim um clássico e por quê não trazer para os dias de hoje? Achei super interessante a história criada em volta de um clássico! E a Gisele representou maravilhosamente (como mulher brasileira), e em cada detalhe desde o maiô ao vestido de glamour, fiquei encantada e gostei muito do que vi.

    Cresceu a vontade de ter um chanel 5 para mim.....por quê não? Afinal hoje em dia somos de tudo um pouco e também depois de um dia inteiro de trabalho, podemos virar uma mulher elegante, sofisticada e acima de tudo.....perfumada.

    Beijo querida, sempre um prazer estar aqui e descobrir um clássico em uma nova versão....bem que podíamos ter esse glamour todo, rsrs.....mas com uma boa produção podemos ser uma Gisele (para os olhos do amado).

    Malú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei a música, Malú, bem envolvente e a voz do menino rouquinha está uma graça. A publicidade fez efeito também em mim; bateu saudade do Chanel 5 Eau de Parfum. Se houvesse uma mini compraria para senti-lo novamente rsrs Por enquanto tenho o Eau Première, que é uma versão de fato mais contemporânea e totalmente usável. Amo!

      Obrigada, querida lôra perfumada

      Excluir
  8. eu gostei da musica (se nao me engano é de algum filme) e só!

    Gisele é linda simpatica bla, bla, bla ... mas atuando é de chorar de vergonha, e não eu nao acho que o nº5 tenha que perder seu glamour original e lendário pra vender mais... ce acha mesmo que chanel nº5 tem alguma coisa a ver com uma mulher esportista (que surfa!)? e que sofre de abandono?

    ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. minha irmã falou algo muito próximo de ti, Rafael. Ela diz que Chanel não pode perder o glamour :)

      A idéia da mulher que pratica esporte, trabalha, tem filhos, marido e problemas é um perfil da contemporânea, que tem que dar conta de muita coisa ao mesmo tempo. Talvez o surf em si não tenha sido a melhor escolha, mas.... eles queriam falar com o Brasil. E lá prá fora Brasil é praia, verão, essas coisas... Não duvido que o próximo garoto de algum perfume masculino Chanel apareça em campo de futebol. ;)

      Excluir
    2. hahaha vdd ja pensou jogando uma pelada mas cheirando a chanel! isso sim é glamour , rs

      Excluir
  9. Celia Farias Mancinisexta-feira, outubro 17, 2014

    Aproveitando a deixa Dâmaris, faz uma mesa redonda para seu grupo falar sobre os comerciais preferidos e se eles tiveram alguma influência na escolha do perfume. Nina Ricci tem dois duas das campanhas mais lindas na minha opinião. O do Nina tradicional, onde a menina fica hipnotizada pela maçã e o o Ricci Ricci, com aquela gatinha correndo pelos telhados de Paris. Bjos.

    ResponderExcluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover