RESENHA THE ONE GENTLEMAN EAU DE TOILETTE DOLCE & GABBANA

Se pararmos para pensar no significado de Gentleman, estamos diante de um perfume que de fato equilibra nome e proposta olfativa. The One Gentleman Dolce & Gabbana, a resenha dedicada aos leitores homens, que estão a pedir maior atenção nas publicações do VB.

Gentleman, estilo de homem que se veste bem, preza pela estética dos gestos, comedido em suas manifestações pessoais e atencioso às normas de convivência.


RESENHA THE ONE GENTLEMAN DOLCE & GABANNA
Estilo do homem gentleman


Dolce & Gabbana, ao comemorar em 2010 os 20 anos de sua moda masculina, lançou a fragrância The One Gentleman Eau de Toilette, e uma linha de cuidados para o corpo.

Em 2008 já havia lançado o The One for men, em resenha aqui. E em 2012 lançou a versão Sport


O perfume tem abertura confortável de lavanda breve com um pouquinho de pimenta e patchouli canforado. Tudo em doses leves, como uma brisa perfumada. Evolui aquecendo. Coração mais oriental  com tempero cardamomo bem evidente e sensual. Ele cheira a pele aquecida e limpa. Como queria ver este coração mais intenso em uma versão eau de parfum! O mix inicial pimenta cardamomo vai migrando para um patchouli mais em evidente, com baunilha adulta, não explicitamente gourmand. Tudo comedido, sentido rente à pele. Nada explícito com notas gritantes. Ficou sofisticado e tímido. Baunilha com cardamomo é sua base, com um discreto aspecto enfumaçado que me fez lembrar tabaco. 


Geralmente os perfumes orientais com especiarias são marcantes e intensos. Aqui, Dolce & Gabanna faz diferente, atenua a força do perfume tornando-o passível de ser usado até ao longo do dia. De fato, um perfume gentleman, não incomoda o nariz alheio, mas transmite a segura mensagem olfativa da sensualidade. Tudo muito discretamente, como é próprio deste perfil.

THE ONE GENTLEMAN
Frasco que mantém o design clássico da linha The One man

Projeção: mediana na primeira hora, depois bem rente à pele
Fixação: 5 a 6 horas
Composição: saída comum e frequente em tantos outros perfumes masculinos, mas coração bastante interessante. Lamento apenas a baixa projeção, mas atende à proposta - perfume segunda pele.
Evolução: fica melhor à medida em que o corpo aquece a fragrância
Sugestão de uso: homens e mulheres que precisam de um perfume oriental com especiarias, mas leve para usar no dia a dia, na universidade e/ou trabalho.
Palavras-chave: tímido, sexy, elegante
Preço: R$269,00 o de 100 ml

Como um flanker do The one for men, a versão Gentleman supera na delícia, mas perde ainda mais em projeção e fixação. Sequer precisariam levar o mesmo nome, pois não guardam semelhanças.


Matthew McConaughey é, também, a face da campanha publicitária, e o video só intensifica a mensagem do homem que presta atenção nos outros e, por isso, respeita suas particularidades. Poucas vezes vejo tanta coerência entre nome, publicidade e desempenho olfativo no perfume.






Abraços perfumados


Veja também:
* Resenha The one sport for men Edt
* Resenha The one for men Edt
* Resenha L`homme Ideal Guerlain
* Resenha Kaiak Extremo Natura
* Joop! Homme Wild
* Narciso Rodriguez for Him
* Angel men Pure Malt
* Allure Homme Edition Blanche
* Kokorico Jean Paul Gaultier

9 comentários :

  1. Dâmaris querida,
    admito que o Matthew McConaughey me faz suspirar e certamente influenciaria na predileção pelo perfume... SE e somente SE eu não tivesse ganho uma miniatura a qual meu marido usou até o fim e o perfume simplesmente desaparecia. Comum, sim. Pouca projeção, também. Evolução? Nenhuma... nem fiz questão de guardar o frasco de recordação. Só aparências e ilusões.
    Beijos querida, adorei as resenhas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois dá uma olhada no vídeo do Matthew na resenha da versão Gentleman! rsrs
      Suspirei mais naquele! aiaiai.... rsrs

      Voltando ao tema... os meninos estavam reclamando que falo mais dos perfumes femininos, então decidi pegar 1 e resenhar ele e seus flankers. Espero que os homens gostem, não é?

      bjs querida

      Excluir
    2. desculpe Thais, o vídeo da versão The One Edt .... com o Martin Scorsese

      Excluir
    3. Mas bah!!! Suspirou mais é danada!!!! Olha que vou contar para teu marido, heim??? rsrs.

      Menina sapeca, dos três, qual é o mais másculo para ti, apesar de ler cada uma das resenhas, queria tua opinião pessoal.

      Beijo para ti e um para a Thais.

      Malú

      Excluir
    4. Malú, dos 3 o mais másculo é o The One Edt, mas ainda assim ele é muito discreto perto de outros orientais. Escrevi minha opinião em todas as resenhas, mas sintetizando é isso. ;) bjs

      Excluir
  2. Quando provei esse perfume, Dâmaris, de cara não gostei......fiquei decepcionado pelo "cheiro comum e genérico"....Me perguntei: é só isso?? Falo porque já tive o The One masculino tradicional e era apaixonado pela condimentação doce, amadeirada, suave e super elegante dele. Esse flanker, a meu ver, foi um erro.
    Sabe aqueles desodorantes em bastão coloridos que foram febre no início dos anos 90 ("Speed stick", com várias versões de perfume e que destruíam o tecido das axilas, rs....)? The One Gentleman me lembra DEMAIS a fragrância que um deles possuía. Parabéns pela resenha, e publique mesmo mais resenhas "masculinas", a homarada vai adorar e participar mais do VB, rs...Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. no twitter, por e-mail e inbox no face os homens pedem resenha. Visitam, mas comentam pouco rsrs Gostaria que eles também participassem mais... tão bom ler os comentários e as diversas opiniões de todos! :) abraços

      Excluir
  3. Olá Dâmaris é muito prazeroso quando se propõem a dispor do seu tempo em resenhas voltada pra nós também, e essa tríade de resenhas foi como sempre de muito esmero. Obrigado :]

    Bem quanto ao perfume primeiramente devo dizer que pra mim o italianos são mais felizes na (maravilhosa) confecção de moda do que na formulação de fragrâncias. Creio que as fragrâncias deles são destinadas a um "publico" especifico e de idade bem característica (menos o Light Blue - que eu prefiro o feminino que o masculino hahaha). Talvez por isso seus aromas nao conversam muito com minha personalidade. (talvez com mais uma década de vida eu mude de opinião ... rs)

    Só que mesmo dito tudo isso eu devo dizer que tenho o The One Gentleman. Não é uma joia rara, não é uma fragrância que compraria novamente mas de certa forma me agrada.

    Como foi dito na resenha ele cai muito bem a pessoas cuja profissão requer certa descrição e ações comedidas no ambiente de trabalho. Eu como farmacêutico tenho que ter mais cheiro de amaciante do que qualquer outra coisa. Acho que comprei ele a uns dois anos atras, na época eu trabalhava em uma farmácia dentro de um shopping de alto padrão e na loja importados a vendedora me sugeriu justamente o one gentleman.

    Lembro que logo de cara eu meio que fiquei com medo de ser algo parecido com o Gentleman da Givenchy de 74, que eu acho sim muito bom mas é bem destoante dos dias atuais. Bom claro que nao tinha nada haver. Segundo ela o Gentleman dos italianos estava mais para Gabbana do que para Dolce - e vamos combinar que Stefano Gabbana sempre foi um homem de muita classe! (e mesmo sendo um 50tão ainda é uma bixa linda! :D )

    Enfim, eu comprei. Comprei logo o frasco de 100 mL (prq pra mim mais é mais!) e devo dizer que achava que seria eterno aquela coisa rs, No mais é tudo aquilo que voce havia dito, projeção mediana (pra ambientes fechados) fixação até boa eu acho 5-6 h (na roupa fica de um dia pro outro - as golas de minhas camisas sempre mantinham o cheiro do perfume até o dia de serem lavadas), é realmente tímido, um cheiro intimo e elegante e pra mim esse combo “timidez+elegância” que confere uma certa sensualidade (até prq os bons moços tbm podem ser sexys)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael
      li seu comentário no mesmo dia em que você publicou... e seu texto tão rico é daqueles que amo receber. Demonstra atenção e respeito.

      A maior parte dos comentaristas do VB são mulheres, mas os homens pouco a pouco começam a aparecer e se manifestar pedindo resenhas, comentando, interagindo...

      Sua análise das criações D&G foi precisa e criativa.
      E concordo, a sensualidade tem muitas nuances, pode ser vivida em diferentes ambientes e por diversos perfis, inclusive o discreto gentleman.

      Quero lhe fazer um convite para participar no VB. ENvie um e-mail? abraços

      Excluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover