RESENHA VANILLE NOIRE DU MEXIQUE - Eau de toilette

A baunilha negra do México. Os sites de produtores e chefes de cozinha firmam que a vanilla noire tem cheiro macio, gorduroso e achocolatado. La Masion de la Vanilla, em sua ode de 2006 à essa idolatrada essência floral, produz também um perfume da baunilha achocolatada. Chama-se Vanille Noire du Mexique, e tem como notas oficiais:

Bergamota, Rosa, Jasmin, Baunilha, Íris, Opoponax e Patchouli.

RESENHA VANILLE NOIRE DU MEXIQUE
Coffret em foto publicitária de La Maison de La Vanille

Tal qual menina faceira e serelepe, a saída dessa fragrância requer atenção dedicada. É muito fugaz e "escorre" pelos pensamentos à cada nuance.

Uma explosão abaunilhada que hora parecia acompanhada de suco de limão. Não. Já foi. Agora baunilha com jasmim. Ops, já foi. Pó (íris) para fazer para fazer pudim de caramelo.

Sim, meus caros, no curto espaço de alguns minutos tudo isso passa à frente de nosso nariz. 

Depois disso ela revela um coração manso, aquieta-se e aí sim podemos observar com mais calma a tal baunilha negra do México no perfume da maison especializada nesta "iguaria".

Ao longo da evolução, a forma como esta fragrância foi trabalhada sugere a sensação de cheirarmos um pó (íris) de baunilha cremosa mesclada à chocolate meio amargo e caramelo, o que torna este perfume especialmente gourmand. Se fecharmos os olhos seremos levados a algum creme dos mais saborosos. Gustativa experiência. Vai secando sobre a pele de um jeito levemente enfumaçado (opoponax que lembra ainda cheiro de madeira vermelha) com algumas gotas de mel

Tudo isso rescende quente e invernal, Sinto, também, algo alcoólico como se estivesse a saborear licor de amêndoas e mordiscando as próprias sempre tão contrastantes em seu amargo oleoso.

Requer cuidados. Pede mão leve para não mergulhar seu apreciador em vertigens. Sugeriria 1 ou 2 sprays em lugares distantes do nariz. Exige nariz afeito à gourmandices e temperaturas bem baixas.

Que poderá gostar? Baunilheiros e formigas de plantão. Em certas nuances lembrei do Vanille Noire da Yves Rocher que chegou ao Brasil há pouco, que consegue ser ainda mais forte que a da Maison de la Vanille. As pessoas amantes de todas as versões do Hypnotic Poison ficarão confortáveis com essa baunilha mexicana.

VANILLE NOIRE DU MEXIQUE REVIEW
A embalagem tem o desenho das folhas da Orquídea Vanilla.

Em um dos dias de teste do Vanille Noire du Mexique ocorreu algo curioso:

"- Mamãe, que cheiro bom é esse? Você fez sobremesa nova?
- Que cheiro, filha?
- Esse de chocolate... não, parece baunilha! O que você fez?
- Nada não, é o perfume que estou testando.
- Ah.... que pena! Queria comer!"

Rsrs ... isso que eu estava em outro cômodo, meus caros. Imaginem o rastro deste perfume quando da aplicação da amostra, que foi 1 só.


* Projeção: intensa nas primeiras 2 horas, depois mais rente à pele
* Fixação: excelente para um Eau de toilette. Variando entre 6 e 10 horas
* Composição: baunilha bem evidente com nuances licorosa, empoeirada e gourmand.
* Sugestão de uso: mão leve, 2 borrifadas e preferencialmente em dias e noites bem frias. Sequer imagino como ele se comportará no verão... apesar de ter um certo apreço por baunilha, no verão ela requer cuidado intenso. :)

Vocês conhecem as demais baunilhas da marca La Maison de la Vanilla?
Não esqueci o post sobre os tipos e cheiros de baunilha,.... está no "forno", sim?

Abraços baunilhentos.

Veja também:

17 comentários :

  1. Adorei a resenha Dâmaris! Esse perfume é um dos meus preferidos da vida, amo-o com força,rs. Nesse frio intenso que tem feito aqui onde moro ele fica perfeito. Por enquanto tenho apenas uma fração dele, que economizo muitíssimo, mas meu sonho é ter litros dessa maravilha! rsrs. Beijos, bom dia p vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Frio pede esse tipo de cheirinho, não é Cris? Por enquanto tbém tenho apenas amostra dele. Que tenhas litrosssssssssss dessa baunilha linda, querida. bjs

      Excluir
  2. vou escrever de novo.....deu um erro!

    Que delícia suculenta!!?? Que frasco lindo e que eu nunca tinha ouvido falar, afinal são tantos a conhecer, não é mesmo??? Mas o que mais gostei foi a historinha contada de sua filha, fico imaginando a carinha de decepção que ela teve em não encontrar a sobremesa perfumada, tadinha!

    Cuidado com as abelhas e mosquitinhos, pois se o cheiro é parecido com uma sobremesa de chocolate, imagino o rastro que deixou no ar, rsrs.

    E pare de mostrar esses docinhos aqui, menina! Queres me engordar quanto, heim????(brincadeirinha).

    Um beijo querida morena......e amanhã é o grande dia, que todos os melhores docinhos perfumados venham banhar tua data querida.

    Malú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Malú, o maior número de pedidos de resenha é de perfume com baunilha! Sempre, sempre seeeeempre tem alguém pedindo mais e mais dicas. Baunilha vicia, lôra. Vicia! :)

      O Dia D tá chegaaaando!
      Sorrindo com as tuas comemorações. Obrigada pelo carinho, viu?

      Ah, o bom de usar perfume doce é que sana a gana de comer. Comigo funciona assim, acreditas?

      bjs

      Excluir
  3. Tenho muita vontade de conhecer o Vanille Sauvage de Madagascar. Aquela nota de lavanda dele me tenta. Um dia arrisco. Esse você conhece, Dâmaris?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessíssima, eu acho que tenho amostrinha dele aqui. Vou catar ... bjs

      Excluir
  4. Olá Dâmaris!
    que satisfação encontrar aqui de novo mais baunilha!
    Agora diga-me a verdade: esta é uma baunilha forte mas elegante e comportada ou é uma avalanche escandalosamente doce?
    Tenho muita curiosidade principalmente pelo que escreves e como a descreves, tuas resenhas são sóbrias e nos desvendam os códigos secretos da evolução das fragrâncias. Lendo o que escreves parece fácil sentir as sutis variações da composição de um perfume, como se fosse uma orquestra e pudéssemos definir quais instrumentos iniciam e finalizam... isto é um dom.
    E... então é amanhã teu aniversário? Parabéns, leonina!
    Um grande abraço e desejo de muitas felicidades!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :) Ainda não encontrei aquela baunilha que sentes saudades, Thais.... ainda não achei uma que a substitua.

      Certas fragrâncias me provocam essa sensação mais rica de nuances, outros são como samba de uma nota só.... Grata por tuas palavras, e feliz por saber que o esforço por traduzir cheiros em palavras não é vão.

      Sim, Thais... 7 é o dia de pensar um novo ano. Obrigada, querida. bjs bjs

      Excluir
  5. Oi Dâmaris, humm que descrição hein!? Não conhecia esta marca. :)
    Adorei o frasco, e gosto de perfumes doces se for só um bocadinho e em dias frios. O Poison Hypnotic eu adorava, usava no inverno, mas deixava a minha face mto vermelha e sentia um calor subindo pelo rosto incrivel; não sei se era alergia...ou o que...
    Bjssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kátia...é a primeira vez que leio reação física a perfume assim. É só com o HP? bjs

      Excluir
  6. Que delícia heim? Salivei aqui, como boa formiga que sou...

    ResponderExcluir
  7. sabe o que eu amava era o trio de perfumes da natura com chás outra linha descontinuada :( o chá branco, chá verde o terceiro eu não lembro vc já chegou a conhecer ? se vc sabe mas ou menos desses cheiros tem algum perfume que eu possa adquirir com esse tipo de cheiro ? por favor me ajudeeeeeeeeeeeeee nunca mais comprei um que eu dissesse uol tão eu :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cinthia, infelizmente não conheci esa linha de chás da Natura, mas tem 2 marcas que trabalham com propostas assim:
      L´occitane
      e
      Bvlgari

      Você já deu uma investigada nas fragrâncias dessas casas?

      bj

      Excluir
    2. não vou ver se acho para sentir o cheirinho deles

      Excluir
    3. ah eu vi no site fiz o teste e apareceu um perfume de chá verde hahaha

      Excluir
  8. Puxa...acho que "preciso" deste perfume...Bjo

    ResponderExcluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover