RESENHA ESPRIT D`OSCAR, OSCAR DE LA RENTA EAU DE PARFUM

Os atuais tempos da perfumaria são fortemente marcados pelas guloseimas e bebidinhas? Sim, mas não agrada a todos. Um outro estilo parece fazer o caminho inverso. Cansados da glutonaria olfativa, alguns apaixonados por perfumes retornam ao passado, em busca de alguns elementos que marcaram outras épocas. Usar o perfume dos avós? Sim, por quê não? Mas ... e se reinventarmos o perfume de nossos antepassados? Pronto. Dior, Guerlain, Cartier, e tantas outras casas curvam-se aos perfumes clássicos, banham-se em suas inspirações, mas os trazem aos tempos atuais envolvendo-os em novas notas.

Passado e presente juntos. Esprit D`Oscar, 2011, é assim.

ESPRIT D`OSCAR REVIEW
Frasco imponente, todo com as formas da violette odorante

O frasco é luxuoso e pesado. Da tampa ao corpo - eles têm os contornos da principal flor deste perfume: Viola Odorata, uma espécie de violeta, também conhecida como Sweet Violet, na Inglaterra, ou Violette Odorante, n França. Frasco e tampa como escultura da violeta que exala intenso e doce perfume.

RESENHA DO PERFUME ESPRIT D´OSCAR
Pesado, clássico e luxuoso frasco.

Esprit D`Oscar bem poderia se chamar Ode à la Violette, tamanha a presença dessa essência, que creio ser muito natural, pois críticos afirmam que a versão sintética é verde e metálica, fatos que não ocorrem neste perfume. A quem possa interessar, destaco que especialistas em aromaterapia e homeopatia falam das propriedades da essência de violette odorante, e afirmam estar presente em antigas receitas de poções afrodisíacas.

De todos os perfumes que já pude conhecer, este é o que tem cheiro da violeta doce mais intenso. Doce e gourmand apenas em sua saída, como uma jujuba de festa infantil. Só? Não...E dura o tempo todo da evolução? Não e... ainda bem, pois meu nariz anda saturado com a overdose de violetas, afinal ela está na "moda".

Voltando ao Esprit D`Oscar:


Véus de talco caem sobre o corpo. Atalcado com gotas de cidra efervescente, íris e óleo de violeta doce, bala de violeta. Tal flor evolui do gourmand protagonista do início para um coadjuvante doce ao longo das próximas horas. Os perfumistas Ann Gottlieb e Frank Voelkl não afirmaram, mas... creio terem deixado cair umas gotinhas de alcaçúz doce aqui. Projeção intensa confere ótimo rastro a este perfume fortalecendo ainda mais a metáfora do véu a te envolver. 

Vintage e muito confortável.

Essa sensação de pó ganha calor como se o contato com a pele provocasse uma reação no perfume e ele mudasse de estrutura.  Sob o movimento e aquecimento do corpo com o passar das horas, Esprit D`Oscar torna-se ainda mais vintage, creio ser o heliotrópio, nota que veio ao mundo com a missão de ser cálido e confortável. Não podemos nos desvencilhar deste abraço, ele nos prende a partir daí até o final das 10 horas da aromatização da pele. Sim, tem longa fixação. Flor de laranjeira, sempre tão romântica, uma gota de vetiver para trazer um pouco à terra.

Depois de muitas horas, já perto do amanhecer do dia, Esprit D`Oscar adormece mantendo íris, heliotrópio e trazendo aquela sensação de pele limpa, mas com discretos toques de baunilha. Se você tiver paciência para esperar a evolução deste perfume, terá uma experiência muito sensual a partir das 5 horas de Esprit D`Oscar sobre a pele. 


ESPRIT D`OSCAR REVIEW
Esprit D`Oscar


Notas oficiais divulgadas:

  • Tangerina, limão, cidra
  • jasmim, flor de laranjeira da África, tuberosa, violeta, íris,
  • heliotrópio, almíscar, fava tonka, vetiver, ambargris

    • Projeção: intensa
    • Fixação: a partir de 10 horas
    • Composição: muito rica e bem feita, perfume concentrado. Honra ser Eau de Parfum
    • Sugestão de uso: temperaturas amenas. Impossível usar essa composição marcante de violeta, íris e heliotrópio no verão. Sem chance! 
    • Evolução: artística. Vale à pena manter o nariz sobre a pele e ir degustando esse perfume hora a hora.
    • Quem gostará? Vejo uma relação estreita entre este perfume e os perfumes Lolita Lempicka (o aspecto doce do alcaçus, anis e violeta), My Insolence (por conta da violeta com talco), Chanel 5 Eau Première (vínculo do vintage com o contemporâneo, das flores com heliotrópio). Há quem o relacione com L`Heure Bleue, testei mas nada vi em comum. 

Abraços perfumados... mas antes:

Gostam de perfumes atalcados? Eles provocam uma sensação tão boa de abraço e aconchego, não é?

Obs.: aqueci as fotos na edição para dar o sentido que desejava. O líquido real tem cor mais suave e menos ambarado.

Veja também:

17 comentários :

  1. Que frasco lindo!!!!!! Houve uma época, no começo do amor e compra de perfumes, que eu comprava o vidro, não o conteúdo, rsrs, muitos da Boticário, L'aqua de Fiori, Água de Cheiro, e alguns vidrinhos desconhecidos na extinta Abaeté. Hoje alguns líquidos comprei, e além do cheiro delicioso, o frasco ganhou meu coração.

    Acho que não iria gostar.....não sei, não morro de amores pelos Lolita Lempicka, mas ainda vou provar esse Chanel...........

    Eu tenho o vintage Oscar de la Renta, tampa preta, muito classudo e majestoso, tipo de perfume que imagino ser usado para assistir uma peça de teatro no Municipal, rsrs.

    Ontem fui na Zara, encontrei o Chocolate da querida Thaís.....não comprei, esqueci, e fui embora, rsrs, mas experimentei 04, inclusive o Chocolate (DELÍCIA) e um chamado Yara.......que tomou meu coração. (vou voltar lá e comprar esses dois, preços R$ 35,00 o Chocolate e R$ 29,00 o Yara, bom né????? Também experimentei um chamado Tulle, igual e tal ao Miracle da Lâncome, para meu nariz.

    Querida, uma semana maravilhosa para ti e os teus amados. Sucesso hoje e sempre nesse cantinho perfumado que tanto me aconchega.

    Malú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Malú, talvez você ache o Chocolate fraquinho... lembro de um outro que encontrei na Zara, o Silk, mas já havia cheirado tantos perfumes que estava com dor de cabeça, nem sei descreve-lo ao certo, sei que me agradou!
      um beijo, querida!
      Thais

      Excluir
    2. Essa equação dos prazeres visuais X olfativos é mesmo desafiadora, Malú, e ainda não cheguei a uma conclusão. Os frascos exercem um encantamento, mas cobram-nos caro por isso.

      Esqueci de anotar os nomes das amostras que te enviei... lembro-me apenas de algumas. O 5 première está lá, mas o Esprit não tenho certeza :(

      Vou imprimir as listas de vcs da Zara para ir lá direto ao frasco. Já fui algumas vezes, mas me olham com um olhar tão intimidatório que dou meia volta e saio da loja... é como se o importante à loja fosse vestir as roupas, não olhar perfume.

      Obrigada, Malú! bjs e abraços aconchegantes aí para vcs.

      Excluir
    3. Thais querida.....eu gostei sim do Chocolate, e o marido também, rsrs. Mas como eu coloquei 06 perfumes nos braços, sabe como é que é....fiquei tonta, rsrs. Deixei para buscá-los na próxima semana....vem para minha casa o Chocolate e o Yara. O Silk eu conheço e é delicioso, mas são tantos perfumes que fico sem saber qual levar. Além de ter três frascos iguais e deliciosos que são Black, White e Rose.....aiaiaiai, fico numa dúvida cruel.

      Obrigada querida Thais, um beijo carinhoso para ti.

      Querida Dâmaris, depois te envio por e-mail os nomes que tu me mandou, está o 5 première, sim, vou testar.
      e
      Não dê bola para os olhares dos vendedores da Zara, rsrs. Eu só compro perfumes lá, pois roupas nem em liquidação são acessíveis para meu bolso, mas os perfumes são outros 500. Vou direto nos perfumes e ainda peço para vendedora converter o valor em reais, pois muitos estão em euros, mas sou brasileira né?

      Beijo minha linda morena
      Malú

      Excluir
  2. Dâmaris querida!
    Sedutora resenha, fotos idem. Um pouco de medo de violeta marcante... perfumes cor de âmbar me atraem, porém nem sempre sou feliz com eles.
    Respondendo a sua pergunta, dois dos meus perfumes preferidos tem essência atalcada: o FlowersByKenzo EDP e o Shalimar EDT, Guerlain.

    abraços perfumados!
    Thais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tens um coração mais voltado ao vintage, Thais... acho também que não gostarias dessa saída mais contemporânea do Esprit. Do coração e fundo sim. Estou revisitando as tuas amostras para levar teu pacote ainda essa semana.

      abraços perfumados

      Ah, sobre a foto... eu editei para deixá-la com as cores mais aquecidas, queria construir uma aura mais vintage, e isso acabou alterando a cor do líquido. Na real a cor é menos ambarada, mais suave. Desculpe :(

      abraços perfumados, feliz dia.

      Excluir
  3. Estamos sincronizadas! Escrevi hj mesmo um post sobre a Viola odorata... vai ao ar ainda essa semana! E agora, Dâmaris, vc me fez querer mais um perfume... Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diana

      aguardarei teu post para aprender mais sobre a doce violeta. bj

      Excluir
  4. Oi Dâmaris, linda resenha! Comprei essa maravilha e estou encantada, concordo com tudo que você falou sobre ele...Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que as palavras tenham encontrado eco no que sentes tbém com este perfume, Katia. bjs

      Excluir
  5. Os talquinhos do meu coração: Chloe, Love Intense e L'Air du Temps edt... que cheirinhos de madame!!! (Mas no caso do l'Air du Temps é mais cravo que violeta!) Resenha linda torra-salário de novo??? Só para compensar os baratinhos, hein Dâmaris!!! Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ops, não quis invadir o bolso Pri! ;) Fizeste-me sorrir aqui rsrs bjos

      Excluir
  6. Certa vez ganhei de uma amiga um vasinho de "Violeta verdadeira", como ela chamava, e que tinha esse nome por justamente ter perfume, mas as flores são diferentes (bem miudinhas) daquelas que estamos acostumados a ver nos supermercados e que são inodoras, chamadas de "Violeta africana". A plantinha cresceu e "pipocou" de violetas perfumadas. E não é que é o perfume delas que sinto nesse perfume, Dâmaris? Com Esprit d'Oscar finalmente conheci o que é de fato o cheiro de violeta. Em meu nariz ela é a nota mestre deste perfume, doce, intoxicante, junto com um jasmin abaunilhado, poeirento e atalcado, de fato com uma carinha "vintage", ou "retrô", o que dá mais graça ainda a ele. O frasco é outra atração à parte, muito bem acabado. Duração ótima, ótimo rastro, mas pede poucas borrifadas no calor, como disse. Perfume para "noite, pessoas e eventos especiais que pedem primor na produção". Parabéns, amiga, cada vez me surpreendo mais com a qualidade e refinamento de suas resenhas. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que mimo especial, Ubiratan! Não sabia, ou melhor: não cheguei a pesquisar a possibilidade de se ter a violeta verdadeira em nossas tropicais terras. Fico feliz por vc ter vindo contar que há semelhança entre o perfume que a planta exala e o que Oscar de La Renta proporciona com o Esprit! Muito bom saber disso, Ubiratan.

      Senti rapidamente o perfume Oscar tradicional hoje e o Esprit tem algo em comum, mas sem o aspecto floral gustativo da violeta; como se fosse só a estrutura corpo e base com nova saída, mais especiada. Acho que irias gostar deste.

      Foram mesmo muito atentos e delicados com o desenho do frasco.... lindo ver os contornos da flor nele. Quase um "totem".

      Muito obrigada pela leitura atenta e por compartilhar tuas experiências na vila.
      Não canso de dizer que faço as resenhas, mas quero mesmo é ler vocês nos comentários, sempre tão ricos.

      Abs amigo.

      Excluir
  7. Oi Dâmaris e todos. Comprei o Sprit numa promo boa demais e quando cheirei ele pensei que seria demasiado vintage pro meu gosto. Numa segunda cheirada, achei-o mais interessante, destacando-se na minha pele uma flor de laranjeira temperada de baunilha. Agora tenho que dar mais oportunidades a ele para estudá-lo melhor e descobrir essa violeta! rsrs Entretanto, alguém conhece o Something Blue do Oscar de La Renta? Curiosíssima! Beijos da Sandra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida!! VOltou de viagem! Que bom..... já posso publicar sua outra resenha.
      Sim, terá uma boa experiência descobrindo a violeta neste perfume. É ela quem dá o aspecto doce estilo bala de goma, aquelas balas mastigáveis típicas de festa infantil. Como são chamadas aí em Portugal? Não conheço este que citas, vejamos se mais alguém aparece para nos informar.

      bjs do lado de cá.

      Excluir
  8. Oi Dâmaris! Estou descobrindo a violeta sim, obrigada por me apresentá-la! Então, bala aqui se chama rebuçado, mas se for daquelas molinhas de mastigar são gomas. Voltando ao Sprit, ele tem mesmo uma aura vintage. Não está no meu top, mas agrada para variar em dias mais fresquinhos. Beijos querida.

    ResponderExcluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover