CLARICE LISPECTOR E OS PERFUMES - BOM SABER

Ter um perfume. Aplicá-lo sobre a pele e envolver-se de nuances. Revestir-se com novas intencionalidades ou velhas memórias. Gotas perfumadas que em contato com o corpo reconstroem pensamentos, desejos e atitudes. Vestimos os cheiros e comunicamos ao mundo quem pensamos ser.

“Cerque sua presença de um halo de perfume, e você estará se cercando de seu próprio mistério – você não estará mentindo, estará dizendo a verdade de um modo bonito” C.L.
Saímos a dizer a nossa verdade e não mais que de repente, em uma esquina da via o seu perfume está em outra pessoa.

Clarice Lispector, fã confessa de perfumes, sobre eles falava em muitos de seus textos.

"Quero os melhores óleos e perfumes, quero a vida da melhor espécie, quero as esperas...as mais delicadas". C.L.

Perfumes florais variados. Jasmins, rosas, cheiros de jardim. Feroz defensora de uma identidade olfativa, tinha pavor de dizer o nome, por conta de uma experiência. Depois disso, passou a ver neles um acessório integrante, atestado de sua personalidade:


"Uso um perfume cujo nome não digo: é meu, sou eu. Duas amigas já me perguntaram o nome, eu disse, elas compraram. E deram-me de volta: simplesmente não eram elas. Não digo o nome também por segredo. É bom perfumar-se em segredo." C.L.








Com a crescente democratização do acesso aos perfumes, esse pertencimento coletivo se fará cada vez mais evidente. Cheiros compartilhados entre estranhos, diferentes e os próximos  Parte de si no outro. O outro em você. 


Imme van der Haak - Beyond the Body (2012)
Imme van der Haak - Beyond the Body (2012) 

Tudo bem? Ou não?
Como é sentir seu cheiro, seu perfume naquele outro que lhe é diferente, estranho, desconhecido? E em um amig@?

Abraços perfumados.

Para quem está chegando agora:

* Aos sábados conversamos sobre temas que nos fazem parar, pensar, respirar fundo e dizer: "Ah, bom saber!" Para ver o quê e quem conversa por aqui basta clicar sobre:
Bom Saber

Mais sobre Clarice Lispector e os perfumes aqui, em estudo feito por Juscilândia Campos.

15 comentários :

  1. Que interessante! Mas hoje tá prá lá de interessante o texto!

    Veja bem, tenho tantos frascos de perfumes que comprei por diversas resenhas tanto no teu cantinho VB, quanto em vários depoimentos perfumados na internet, tanto no Fragantica, como em várias outras lojas virtuais e outras formas de buscar sobre o que cada um sente sobre tal e tal perfume.

    Muitos foram amor a primeira borrifada, outros levaram tempo, momentos e estações.....outros já senti em outras pessoas e não vi que estava igual ao que está em minha pele, interessante não é???

    Tenho como prova o meu amado First, este não foi uma pesquisa, pois há 20 anos atrás meu esposo tinha sentido ele em uma mulher, descobriu seu aroma e pensou.....um dia minha amada usará ele....

    Então ganhei-o de presente.....amor, amor e mais amor.....Eu nem tinha essa infinidade de perfumes importados, nem muito menos a oportunidade de pesquisar sobre eles. Então ele era exclusivo na época.

    A Raquel comprou ele, tu comprou ele.......e não foi amor e nem paixão na hora, não é??? Acho que as duas estão tentando descobrir os segredos que o First emana......e pele é pele, e gosto é gosto, e assim por diante.....

    Eu penso assim: Sempre tem para cada pessoa aquele perfume que é o PRIMEIRO em nossas vidas.....e em nossa pele se comporta diferente, emana o odor apaixonante e embriante de AMOR.

    Aqui fica uma sugestão: Um post onde todos possam interagir e dizer qual é o PRIMEIRO PERFUME, que realmente você quer sempre usar, acaba um frasco e compra outro, não pode faltar....nunca! O que achas minha morena perfumada???? Acho que daria um grande sucesso!!!! O meu já é escolhido sempre: FIRST da Van Cleef&Arpels. Vamos brincar assim??????

    Os sábados são deliciosos de ler, de descobrir e aprender um pouquinho mais do vasto mundo dos perfumes e da opinião de pessoas ilustres como Clarice Lispector.

    Se eu gostei???? Não.....eu AMEI o texto querida. Tu és Diva no estudo do "Bom Saber".

    Um beijo muito carinhoso a ti querida Dâmaris e outro para todos os leitores que aqui vão vir nesta sábado iluminado e feliz. Final de semana maravilhoso a ti, a teus familiares e a todos os leitores queridos.

    Malú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos nós duas aqui e mais algumas meninas lá na fanpage comentando este tema controverso.

      O Bom Saber aos sábados existe principalmente por ti, Malú, quem sempre lê, comenta e incentiva a continuidade da coluna. Quando vou planejar os temas, minha amiga Lôra perfumada é o rosto que imagino que irei dialogar.

      Mais uma sugestão anotada - e que será realizada, sim? Talvez mude o título para não ficar parecido com aquela série de 2013 "Meu primeiro perfume". Vamos pensar sobre este post? Quem sabe vire + uma série de 2014? Já inauguramos 2 este ano...

      Voltando ao tema...
      quando tenho bons sentimentos para com a pessoa, não me importo de sentir meu perfume nela. Conto, dou amostra ou até presenteio com um frasco; mas se é desconhecida ou pessoa a quem não dedico qualquer admiração ou vínculo afetivo - chego a cortar a relação com o perfume, acreditas nisto? O estranhamento pessoal fica associado ao perfume e.... rompemos. :(
      Sou esquisitinha. Confesso.
      Feliz e perfumado fim de semana a ti e aos teus meninos, Malú.

      Excluir
    2. Sei que já é tarde, mas voltei pois sabia que tu divinamente me responderia....

      O que sinto no sábado em ver que ninguém vem cá dialogar conosco....é tristeza....

      Vou te fazer uma proposta......ao meu ver e em todas as conversas que tenho com meu esposo, é que o "Bom Saber" deveria ser colocado em outro dia, qualquer um que tu achas mais movimentado da semana. Pois é precioso demais para deixar assim tão quietinho, pense nisso querida! Ele é um livro importante do VB, e não gostaria que terminasse, pois aprendo muito aqui.

      Assim você começa na segunda e termina na sexta, deixando sábado e domingo para os leitores passearem pelo blog no que aconteceu na semana, o que acha???

      Pensa com carinho, pois é por demais "Grande.....a leitura do Bom Saber"!

      Vou pensar com carinho e te mandar a sugestão do tema que sugeri, acho que dará um "bom caldo", rsrs.

      E podemos tirar fotinhos das novas conquistas perfumisticas....só não achei o termo adequado para compor um post....."Engordando a coleção", fica feio né??? rsrs.....pense em um termo bem bonito, que eu vou pensar daqui.....se quiseres eu tiro a foto de todos que adquiri depois da coleção que tu carinhosamente colocou aqui, sim????

      Um beijo minha linda que não é esquisitinha não, viu??? Diria que és segura de si e o que é teu é teu, rsrs.

      Feliz e perfumado fim de semana também a ti e aos teus amores eternos.
      Malú

      Excluir
    3. Malú e Reci: que privilégio contar com a análise de vocês... Obrigada!! Sugestões são bem-vindas e aguardarei as de vocês, queridos.

      E hoje a tua semana inicia, não é? Que teus dias continuem iluminados!

      Da esquisitinha segura, então rsrs

      bjs

      Excluir
  2. Acho que gostamos de nos sentir únicos, especiais e exclusivos, e o perfume, expressa de melhor forma esse sentimento. Queremos ter no nosso cheiro, algo apreciado por nós e pelos outros, que seja intangível, admirado e inacessível ...acho que esse "sentimento de posse" é um tanto quanto fantasioso, afinal: os perfumes são como roupas ( não tão fáceis de identificar como uma roupa), mas fabricados para todos! Logo, não há que se ter "seu perfume único", de todo modo, há sim a questão de pele, a inteiração da fragancia com o nosso próprio cheiro, essa sinergia sim, ninguém pode "roubar" rsrsrs, daí, podemos sim, ter esse "que" de " meu perfume".

    Quando vejo alguém com algum perfume que também tenha ( fisicamente ou afetivamente), se é alguém que admiro e gosto, fico sorrindo por dentro e pensando ( que bom gosto, é algo como um acalento), se o vejo em pessoa estranha, me é indiferente, só não gosto mesmo quando o vejo em alguém que possa ser um desafeto ou que não me traga boa lembranças, aí, causa-me estranhamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Estrela,

      sim, os perfumes compõem com meu humor, vontade, ocasião e estação. Em certas ocasiões unem-se a mim mais que a própria roupa. Falam quem sou e, talvez, por isso o ciúme quando o sinto em situações e circunstâncias que não aprovo. Dia desses, quando saía do trabalho, presenciei na calçada da rua uma briga. Gritos e comportamentos vergonhosos. E uma das pessoas rescendia a La vie est belle.
      A vida é bela em meio à vergonha, tristeza e, pelo que entendi dos gritos, tremenda dor. Não consigo mais usar este perfume, que tanto admirei em alguns aspectos. Ele ficou marcado por aquelas pessoas e seus momentos tristes.

      Isso já ocorreu com outras fragrâncias...

      Excluir
    2. Dâmaris...

      Vivo buscando um perfume "exclusivo", algo " só meu", mas ao mesmo tempo é bom poder compartilhar os aromas, cheiros, essa situação que vc presenciou foi triste e totalmente paradoxal ao que o perfume expressa, mas essas mesmas pessoas, em outrora, poderiam ser protagonistas de uma cena aprazível, e vc poderia ficar deleitada mais ainda com o perfume. O perfume é o mesmo, mas nós, somos paradoxais, falhos, podemos não ser fidedignos ao perfume que carregamos( devido a nossa falibilidade, ou ainda contradições "estou me contradizendo? ótimo! sou enorme, possuo multidões"), mas o perfume é único, sempre o mesmo, será democrático, seja com pessoas infelizes, ou alegres, quem tem a porção de alegria e o usa, potencializa soberbamente, quem não possui , ao usá-lo, adquire pequena porção....Prefiro ver dessa forma.

      De todo modo, entendo perfeitamente, o cheiro nos remete a pessoas, épocas e principalmente sentimentos. Já tive perfume que amava e aboli da minha vida porque apesar de maravilhoso, remetia a época que queria esquecer, já reavivei outros que nem apreciava mais o cheiro, todavia, queria as sensações olfativas e há aqueles que sempre carrego comigo e não abro mão por nada.

      bj

      Excluir
    3. Escreves muito bem, Estrela, e mostras profunda habilidade na análise da relação que teces com os perfumes. Fazendo uso de tuas palavras,

      diante dos perfumes visto muitas possibilidades, tantas quantas forem as experiências, temperaturas, sabores e dissabores da vida. Constroem meus minutos e fortalecem os registros que guardo do viver.. E talvez por ser assim tão dinâmico ao tornar seu "expectador" protagonista, é que também aprecio esta arte mobilizadora.
      1 perfume, que é 1 para cada 1, tornando-se muitos.

      Quais são os que sempre carregas contigo?

      Excluir
    4. Veja morena....vamos pensar sobre aquele assunto??? Mais uma leitora (Estrela), dizendo "que tem aqueles que sempre carrego comigo e não abro mão por nada"....e acho que todos os leitores tem também.....daria uma boa série para esse semestre que estamos vivendo, não acha???

      Beijos querida.....vamos pensar.....

      Malú

      Excluir
    5. sim.....já vou montar! :) rsrs acho que dará certo, Lôra perfumada. bjss e tá quase chegando o teu dia!

      Excluir
  3. Queridas, bom domingo para vocês! Eu gosto de ter uns perfumes só meus, que ninguém por perto use... Quando descobri o Essencial feminino da Natura, na versão anterior, me identifiquei tanto que desejei que ninguém das minhas proximidades usasse também! Se alguém, ainda que amigo, usa um dos meus queridinhos, fico muito decepcionada, porque ele era minha identidade! Sou egoista neste assunto, mas por outro lado aconselho e até escolho perfumes que aprecio muito para amigos e conhecidos, desde que não sejam os tais com os quais me identifico tanto. Da mesma forma, posso ter um perfume que outra pessoa conhecida usa, mas já não o assumo no meu top de identidade olfativa. Beijos cheirosos ainda de Sprit d'Oscar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você integra o time de pessoas que vincula fortemente perfume à identidade....bj.

      Ps.: qual é o seu nome? Bom domingo a você também!

      Excluir
  4. Dâmaris, esqueci de me identificar: Sandra, de Portugal.

    ResponderExcluir
  5. Dâmaris,

    Obrigada, gentileza sua!
    Hot Couture Givenchy- Meu perfume pra toda vida, certamente seria minha "assinatura afetiva", não fosse o fato de que não sou fiel( uso vários, intercalo, seja pelo estado de espírito, clima , ocasião ou estação), acho-o atemporal, meu frasco acabou e preciso de outro urgentemente.

    Amor, Amor, Cacharel- Gosto do seu cheiro doce, refinado( não o infantil que anda em voga), é romântico e sensual.

    Le'au Par Kenzo Femme- fresquinho, limpinho, funcional, me lembra "fadas", se existissem

    Alchimie Rochas- Preciso resgatá-lo urgentemente, amo o seu cheiro, é algo a mim, indescritível: doce, amargo, forte, tênue, tudo isso junto! Remete-me à alegria e credulidade que carregamos no inicio de nossa caminhada, quando esperamos e acreditamos no melhor das pessoas, seja o quadro ou drama que se apresenta, temos aquela fé necessária para esperar e crer no melhor. Foi descontinuado, andei namorando em site internacionais, mas por enquanto, não posso dispor da quantia necessária para tê-lo.

    The Dreamer- Versace, quero-o de volta, cheiro único! Também foi o único perfume que carreguei como assinatura e não entendo como deixei-o de lado, certamente pertubações da vida, fizeram-me esquecer um tesouro.

    Eden- Fortíssimo, em mim fica 24 horas, do tipo que tomo banho e não sai....no sol escaldante do Rio, tenho que usá-lo com muita parcimônia e paciencia( esperando o clima), acabei dando para uma prima que mora em clima mais ameno. Mas me arrependi, minha prima é uma fofa, merece muito mais, só que não estava pronta para desapegar....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estrela, me escreve um e-mail? Quero te fazer um convite. bjs

      Excluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover