RESENHA PERFUME BENEFIT MY PLACE OR YOURS GINA

Benefit lança desde 2008, aproximadamente, 1 perfume por ano inspirado em um perfil. A fragrância da mulher que leva o nome de Gina é: My place or yours. Na minha casa ou na sua? :o E como se não bastasse, o nome provocante ganha ainda a seguinte apresentação:

BENEFIT MY PLACE OR YOURS GINA REVIEW
My place or yours Gina Benefit - eau de toilette
 "Gina vive para seduzir,
para seduzir e ostentar
e sabe que você deve
sempre obter o que deseja.
Tão pecaminosamente sexy
seu fascínio pode ser injusto,
mas como se costuma dizer...
Tudo é justo no amor e na luxúria."
Perfume oriental amadeirado sexy
Benefit.

O frasco dourado com detalhes nas cores preta e vermelha esconde realmente uma fragrância oriental amadeirada. Sexy? Vejamos:

Na história da perfumaria há um consenso de que certos cheiros são afrodisíacos e provocam. Olivier Cresp nos disse aqui (veja o post)  que o cheiro da pimenta excita os sentidos do outro. E "My place or yours, Gina" tem bastante pimenta. Como se não bastasse isso, a Benefit pesou a mão no patchouli. E o que tem a ver patchouli com sensualidade? Bom, simplesmente o patchouli é o óleo da folha de uma planta cujo cheiro esteve muito presente no movimento hippie dos anos 60 e 70. A fase do "amor livre" cheirava a essa essência.  Diz a aromaterapia que seu cheiro é indicado para fadiga, frigidez e apatia. 

Este perfume, então, já capturou os sentidos do parceiro e reduziu seu cansaço. E o que mais tem? Cheiro de framboesa. E tal frutinha vermelha é igualmente reconhecida por suas propriedades conquistadoras. O toque gourmand da Fase Oral da Perfumaria (o que é isso? Veja aqui) ganha nuances doce-azeda desta fruta bem usada na primeira década do séc. XXI. 

RESENHA PERFUME DA BENEFIT

Já viu isso antes?
Eu também.
Onde?
No Femme Individuelle da Mont Blanc.
Como?
Sim, My place or yours, Gina da Benefit custa R$99,00 o frasco de 30 ml e é irmão gêmeo do Femme Individuelle da Mont Blanc que custa, por sua vez, R$151,05 (com o cupom).

Tem mais alguma coisa?

Benefit diz que tem bergamota, tangerina, mas nada disso senti. My place or yours, Gina. ficou puro patchouli medicinal e canforado com pimenta e framboesa. Só isso e mais nada por 2 horas. E depois? Nada disso foi embora, mas um lírio discreto e abaunilhado apareceu; o problema é que junto veio um cheiro de folha de revista. Ainda estou para descobrir o que é isso, mas em vários perfumes de tudo quanto é marca sinto o cheiro de página colorida de revista nova. :( 

 E assim, por mais 2 horas esse perfume da Benefit ficou. 

Síntese:
  • Proposta olfativa: realmente é perfume sedutor composto por pelo menos 3 notas 
  • Projeção: intensa na primeira hora. Requer cuidado no uso.
  • Evolução: dual, perfume com duas fases. A primeira muito parecido com o Femme Inviduelle, depois ganha uma discreta identidade própria.
  • Sugestão de uso: outono inverno, pois o patchouli está bem carregado e, no meu entendimento, ele fica melhor quando está frio.
  • Quem pode vir a gostar deste perfume Benefit? Tem que amar o patchouli do Midnight Poison da Dior, do Femme Individuelle da Mont Blanc e do Capricho Rock de O Boticário. Em segundo lugar, tem que curtir um perfume ardidinho, o cheiro de pimenta vermelha.  São condições básicas para amar My place or yours, Gina.
Mas qual escolher?
Eu ainda ficaria com o da Mont Blanc ou da Dior... pois têm maior potência de projeção e fixação, tem essências mais agradáveis, assim como a evolução também é mais dançante em suas nuances. 

Abraços perfumados.

Veja também:

6 comentários :

  1. Pela duração efêmera da fragrância parece ter sido feita mesmo para o ato, Dâmaris, hehe..
    Essa nota que você percebeu como de "cheiro de revista" seria semelhante ao cheiro de "caixa de lápis novo"? Pergunto isso porque já li algumas resenhas de perfumes que possuem essa nota, e que é associada à Íris, como ocorre com o Dior Homme intense, que conheço, e possui esse cheiro de papel, ou de lápis. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, é verdade. Faltou analisar a metáfora deste aspecto, Ubiratan! :)

      Fui cheirar uma caixa de lápis aqui e de fato: já senti esse cheiro em perfume, mas ainda não é ele que sinto em certas fragrâncias. O da caixa de lápis é mais abafado e tem uma qualquer coisa de cêra. Qdo puderes, cheire uma folha de revista nova e que faz publicação colorida. Depois me diga se é o cheiro que sentes no Dior Homme Intense tbém.

      abraços

      Excluir
  2. Aiai....que indecente proposta, não??? Brincadeirinha para descontrair....

    Esse Femme tenho vontade de cheirá-lo, pois gostaria de saber se este vou gostar mais do que o que tenho. E te pergunto se o Capricho Rock é o que te enviei por foto??? Pois se sim ele é muito parecido com o Surrender da Avon (que amava).

    Agora em relação ao vidro do perfume, ainda acho o da Mont Blanc mais bonito, talvez por aparecer o líquido rosinha nele.

    E ia me esquecendo....gosto muito de cheirar as páginas de revistas novas, hahaha....pareço maluca quando vou à Fnac ou Livraria Saraiva e saio cheirando as revistas, ficam me olhando torto, rsrs. E quais perfumes tem esse tipo de nota, curiosei.....

    Beijo morena.....cuidado para o marido não fazer uma proposta indecente com esse novo aroma.....(com carinho).
    Malú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs Malú! Somente hoje consigo te escrever. A Benefit foi bem explícita, não é? Maridão até gostou do aroma, mas prefere outros estilos de perfume. Tô com medinho desse kit ficar meio encostado. :(
      Somos duas, menina... amo cheiro de livro novo ou usado. Abro e a primeira coisa que faço é cheirar. Mas não gosto de sentir cheiro de revista em perfume, por outro lado... Na revista sim, mas no perfume soa tão ruim :( Uma dó! Vou tentar fazer uma lista dos que sinto, está bem?
      bjs, feliz quarta.

      Excluir
  3. Esse cheiro de revista ruim eu costumo sentir em perfumes com patchouli. O lance acontece comigo quando essa nota tá se acalmando e aparece mesclada com pimenta. Confesso que é justamente por isso que fujo de perfumes com patchouli proeminente. Isso me dá uma enxaqueca chatérrima. É bem isso que sinto no Femme Individuelle, por exemplo. Fujo léguas. Já cheiro de revista boa eu tenho com a íris. Aqui é quase um papel de carta, sabe? Pra mim revistas têm cheiros diferentes. Não sei se é porque sou jornalista e lido com revistas todo dia, mas consigo distinguir a coisa toda. Tem revista cheirosíssima (Vogue é um exemplo). Mas tem algumas que viji (Caras é um exemplo). rs Evidente que não estou comparando o conteúdo delas, apenas o cheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessíssima, olha o que a experiência faz... já consegues delimitar as nuances que o próprio cheiro de revista tem. Não consigo fazer esse apuramento, para mim ainda o cheiro de revista com impressão colorida é meio genérico e não curto senti-lo em perfumes. AInda não consegui associá-lo a alguma nota, sabe? Terei que estudar. A única certeza que tenho, por enquanto, é que não está associado a iris ou patchouli diretamente, pois tem perfumes onde sinto o tal cheiro e que oficialmente não tem essas notas. O Jernê certa vez falou que era a lichia, mas o My place, por exemplo, tbém não tem lichia!

      Papel de carta perfumado... sei sim. Que saudades daqueles tempos difíceis em que tentava colecioná-los. Saudades de sentir aqueles cheirinhos bons....

      Cada vez que cheirar uma revista lembrarei também de vc, Van a nossa jornalista cheirosíssima. bjs

      Excluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover