RESENHA CRÍTICA FILME OZ - MÁGICO E PODEROSO


No dia em que se comemora o da mulher, fui com a minha filha assistir ao filme Oz, mágico e poderoso. Li que seria uma homenagem ao clássico O Mágico de Oz, e algumas imagens que vi guardavam certa semelhança, de fato.

RESENHA DO FILME OZ MÁGICO E PODEROSO. ASPECTOS PSICOLÓGICOS PARA TRABALHAR
Filme estrelado por James Franco, Milla Kunis, Rachel Weisz, Michelle Williams


O filme inicia em preto e branco com cenas rápidas e um certo aspecto vintage. Apresenta o mágico de um circo pobre que faz de tudo para conquistar mulheres e conseguir algum dinheiro. Confessa que quer ser grandioso. Em uma de suas trapalhadas sedutoras precisa fugir e é engolido por um furacão. A experiência o transporta para o mundo de Oz, e nessa viagem o filme ganha cor. Por que ficou colorido, mãe? Perguntou minha filha. Creio que para mostrar uma mudança na história. Se antes pobre, simples e desprovido de cor, agora é riquíssimo em detalhes,
cores em um cenário grandiloquente. O mágico se depara com uma bela mulher que diz ser ele a concretização de uma profecia que há muito existia naquela terra, a terra de Oz. Encantado com as riquezas e as mulheres, Oscar tenta seduzir e fazer qualquer coisa para ganhar ouro, pedras preciosas e poder. 3 bruxas ficam às voltas com ele, por atração, despeito ou admiração, mas ele se vê num círculo que reforçam alguns estereótipos e preconceitos que denigrem a mulher. Nesse filme a mulher aparece como

- a frágil que é facilmente iludida por discursos sedutores 
- a frágil que quando se depara com uma suposta traição torna-se raivosa, vingativa e violenta
- a falsa que engana com aparência de boazinha e é a vilã
- a boazinha que aceita qualquer coisa para transformar o seu homem

Carregado de estereótipos dos mais vis, o filme reforça o dualismo entre homem e mulher, entre força e fraqueza. Apenas uma mensagem acaba valendo à pena mostrarmos para as nossas crianças...a de que quando todos estamos juntos somos mais fortes e realmente conseguimos nos proteger e alcançar o que precisamos. As cenas em que todos trabalham em suas especialidades, o senso de equipe é brilhante e chega a emocionar, pois quando somos equipe somos melhores, sabemos. A lógica de relegar à mulher o papel de ser bonitona, sedutora, mas frágil psíquica, emocional e moralmente é sofrível e totalmente desnecessária. 

Outro aspecto que cabe destacar é o medo que o filme provoca em diversos momentos. Percebi em minha filha, nos filhos de uma amiga e em outras famílias que ao meu redor estavam, que crianças de até 10 anos pulavam e gritavam de susto. Vi (e sou uma delas) mães abraçando filhos e sussurrando ao ouvido. É bom, então, ir preparado para o medo, para a violência e para o susto.
Quando ao aspecto visual, o filme é grandioso e bem feito; quanto ao aspecto psicológico preocupei-me muito e aqui reforço:

A indústria cinematográfica está trabalhando por demais na lógica de quebrar o medo do que é mal. As sucessivas experiências de colocar a criança frente à cenas violentas, com conteúdo mítico (figuras como diabo, bruxa, vilões) pode provocar uma séria "dessensibilização" frente aos mesmos. Dessensibilização é uma das técnicas que usamos na Psicologia para diminuir (ou até retirar) sintomas associados a um certo estímulo. 

E aí eu me pergunto: para quê tornar as nossas crianças insensíveis e íntimas de valores e figuras historicamente vinculadas ao mal? Qual será o resultado disso?

Figurino, cenários, efeitos - excelentes, mas a construção dos personagens femininos e a dessensibilização do mal : preocupantes.

Sinopse:
Oscar Diggs (James Franco) trabalha como mágico em um circo itinerante, é bastante egoísta, mas é seu envolvimento com mulheres que o acaba levando para uma mágica aventura na Terra de Oz. Chegando lá, ele conhece a bruxa Theodora (Mila Kunis), que o apresentar para a irmã Evanora (Rachel Weisz). Acreditando que estaria fazendo um bem para a população local, ele decide enfrentar a bruxa Glinda (Michelle Williams), mas descobre que ela lembra um amor do passado e seu comportamento em nada se assemelha ao de alguém realmente malvado. Dividido entre saber quem é do bem e quem é do mau, Oscar se depara com um lugar rico em belezas, cheio de riquezas, estranhas criaturas e também mistérios. Vivendo este conflito, o ilusionista vai usar sua criatividade para salvar o tranquilo povo de Oz das garras de um poderoso inimigo. Para isso, contará com a inusitada ajuda de Finley, o macaco alado, e uma menina de porcelana.



Trailler do Filme Oz- mágico e poderoso

15 comentários :

  1. não sei se estou mais tão animada para ver hahaha
    Mas os figurinos e efeitos parecem realmente mágicos!! É uma história de criança feita para adulto né?! ;/

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :) Sim, Aline, história de criança feita para adulto, e adulto que "precisa" achar tudo meio irônico, pq ver a mulher relegada à personagens como esses... tem que ter senso de humor! :) bjs

      Excluir
  2. Eu quero assistir e estou interessada no aspecto visual do filme.
    Talvez a classificação não seja a mais adequada, no meu caso irei sem crianças então não carrego essa preocupação mas após ler o seu resumo acabarei assistindo o filme prestando atenção nesses detalhes.

    www.vaidosaetodaprosa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari,

      fui com a idéia de me divertir com a filhota, mas foi impossível deixar de lado essas questões":) Maquiagem, figurino, efeitos especiais do Oz - fantásticos!

      Excluir
  3. Ainda não assisti, mas fiquei curiosa!!!
    Bjs...

    http://www.perfumesdapam.com

    ResponderExcluir
  4. Eu não assisti a esse filme, mas li algo a respeito, inclusive, fazendo duras críticas a Igreja que aconselha não assistir este tipo de filme. Infelizmente, a mídia não tem interesse em apoiar a Igreja quando a mesma faz este tipo de orientação. Às vezes, nem mesmo nós, fiéis, que queremos ver e viver tudo.

    Apesar de figurino, cenário, etc... prefiro não assistir. É meu modo de dizer não às coisas que não aprovo/acredito.

    Gostei de ver sua crítica!

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriana, infelizmente não li as críticas antes... se tivesse não teria investido dinheiro e tempo. As mensagens já nem são mais subliminares, são explícitas mesmo. Obrigada pelo teu carinho e presença aqui no VB. Gosto muito bj

      Excluir
  5. Quero ver pelo visual do filme, e tb pela Rachel Weisz que é minha girl crush. Mas isso que vc falou tirou um pouco o élan. E tá certa, tem tanta coisa que me chocava um ano atrás que não me choca mais, imagina sujeitar crianças a isso, o tipo de adulto que a gente vai ter daqui a algumas décadas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, essa é a minha preocupação, pois se a dessensibilização ocorre conosco, o que dirá com as nossas crianças? Bjs...fico toda contente de te ver por aqui. bj

      Excluir
  6. Concordo Plenamente com a sua Opinião em realação ao filme por diversos momentos me assustei com o filme não tenho Filhos mas se tivesse Não levaria achei o filme um pouco "Sombrio". Não gostei Muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por sua visita! Infelizmente esse filme usou de recursos que ao invés de proporcionar um prazer estético em diversos sentidos - acaba preocupando. abraços e volte sempre!

      Excluir


  7. Pois então, concordo com muitos comentários aqui descritos mas vi o filme com outro olhar, vi um homem que não acreditava em si, se desmerecendo em tudo e que quando foi colocado em cheque fez uma viagem introspectiva (o furacão)onde se auto descobriu, achou seu valor e a partir disso conseguiu crescer...Vi na boneca de porcelana a cadeirante que ele não conseguiu curar...vi nas falas das bruxas ferramentas de auto reflexão...enfim muitas outras metáfora. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, concordo com tuas leituras tbém... metáforas para um público adulto, não achas?

      Excluir
    2. Sim,concordo,para um publico adulto...abraços

      Excluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover