RESENHA DO PERFUME The One, o Perfume Dolce & Gabbana

Resenha do Perfume THE ONE, de Dolce & Gabbana. Como ele fica em minha pele? É um perfume bom? Fixa? 
Confira a seguir:
THE ONE PERFUME DA DOLCE GABBANA
Resenha do perfume The Onoe, Dolce & Gabbana



Os estudantes de moda Domenico Dolce e Stefano Gabbana conheceram-se no início da década de 80 e, desde então, uniram-se para compor um novo estilo no jeito de vestir uma mulher. No início chocaram o mundo da moda, mas hoje, com centenas de lojas espalhadas pelo mundo, e produtos vendidos (e copiados) por diversos lugares, o estilo proposto pela dupla já integra o cotidiano de quem admira esta arte.



Em 2007 Dolce&Gabbana quiseram homenagear a mulher bem resolvida, que está no topo e já tem todos os bens materiais que deseja e nada mais lhe surpreende.




Queriam um perfume para este tipo de mulher: independente em todos os sentidos. Nasceu o perfume The One com o seguinte conceito:
The One foi especialmente concebido para a mulher extrovertida, sexy e segura de si. O luxo para ela é sinônimo de êxito. Essa mulher não se importa com o que as pessoas pensam. Ela gosta de estar sempre em evidência e na moda.

A postura, a face e gestos da modelo no filme dão esta conotação de que nada mais lhe surpreende ou emociona. Um vazio a deixa inerte, somente 1 perfume poderá despertar-lhe os sentidos. Este perfume é "the one". Para ser coerente com esta mensagem escolheram a top das modelos:

PROPAGANDA COM GISELE BUNDCHEN DOLCE GABBANA

Fonte: Lançamento The One, D&G
As notas de saída de The One podem ser sentidas em acorde, realmente. Assim que começo a inspirá-lo sinto flores e laranja, e ao final, em questão de segundos, o frescor frutal surge timidamente, para logo desaparecer. Como numa música, "ouço" as notas olfativas juntas, sem destaque para esta ou aquela. Em questão de alguns minutos, uma meia hora talvez, surge outro acorde que permanece por horas....a cremosidade do jasmim, a doçura da baunilha e a sensualidade do âmbar ficam a tocar o sentido olfativo por cerca de 3 horas. Depois disto, sinto o perfume apenas muito rente à pele. Não faz "estardalhaço olfativo". Metaforicamente falando, a partir da evolução do perfume, penso que a mulher The One avisa que chegou com vigor, mas aos poucos circula pelo espaço e somente é percebida por quem próximo a ela está. 

Para gostar do The One é preciso ter a coragem de gostar de um perfume com leve toque atalcado, que nos faz pensar que é um perfume que revisita a tendência do antigo mas o redesenha com frutas e flores, em especial a vanilla. Gostaria que fosse vigoroso por mais tempo, mas talvez seja esta a idéia: sentir o The One depois de duas horas é só para quem está muito junto a ti, bem rente à pele.

PERFUME THE ONE DOLCE & GABBANA
Resenha do perfume Dolce & gabbana The One

Composição original, mas ao meu ver não coerente com o conceito de contemporaneidade que o texto em palavras sugere; o "texto olfativo" fala outra mensagem, mais amparada numa tradição perfumisticamente falando...revisitada com coragem, sim...mas, talvez esta deva ser a leitura, pensando melhor: A ousadia em integrar tendências do passado e do presente num perfume. Sugiro uso em casiões intimistas e em estações com temperaturas amenas.  O design do frasco é limpo, a cor dourada remete a luxo, o peso do frasco induz a pensar em cuidado e poder...penso, neste instante enquanto escrevo, que após vazio pode tornar-se belo peso de papel no escritório.


Confira o vídeo

Bons cheiros,

6 comentários :

  1. Oiii !!! Bem vinda ao Handmade Style !! Adorei ter sua visita no Blog !! Depois me conte se vc conseguiu bordar, ok ?!

    Beijos, Quel

    http://handmade-style.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto tanto deste perfume...acho ele um clássico! O cheiro dele me leva à tempos antigos, Paris, inverno, senhoras vestidas com rendas, andando com seus charmosos guarda-sóis de renda...hihihi! Fui longe, hein?
    Bjokas mana! Tuas fotos sempre espetaculares, e teu texto uma delícia de ler!

    ResponderExcluir
  3. Oi Dâmaris.
    Também gosto do The One , mas como a maioria dos perfumes lançados recentemente ele não consegue um Ohhh! Muitos lançamentos, bons equilibrados, confortáveis , entretanto quase todos com a sensação de dejavu.
    A perfumaria precisa de uma boa sacudida!
    Suas fotos um primor como sempre. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  4. Chris amada,


    ele tem um toque clássico mesmo, bem lembrado! fostes longe mesmo...e que bela viagem este perfume te proporciona!

    bjoks

    ResponderExcluir
  5. Querida Beth

    tens mais experiência olfativa que eu,muito mais! para mim este perfume não provocou a sensação de "já o senti antes". O efeito levemente atalcado me remete ao passado, sim....mas os acordes dele e o seu efeito me pareceram originais.
    Mas concordo contigo: precisamos de alguem ousado no ramo da perfumaria! como seria bom!

    bjoks

    ResponderExcluir
  6. Tenho tantos perfumes...mas esse tem sido o meu eleito para as noites, para ocasiões mais formais...acho tão gostoso!Tão aconchegante e sedutor ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover