RESENHA PERFUME CLASSIQUE EDP e EDT - JEAN PAUL GAULTIER JPG

O menino sapeca do mundo da moda chama-se Jean Paul Gaultier. Leva esse apelido carinhoso por diversos motivos, dentre os quais: trazer tecidos, formas, estruturas de roupas e modelos com biotipos completamente diferentes das tendências. Para termos uma noção: famoso foi por usar tapetes em roupas e modelos plus-size em semanas de moda internacionais. Ele assina, também, vários shows da Madonna; e essa sua arte inspira a criação dos frascos, que são um corpo feminino com body em sensuais variações. E nos perfumes - ele também inova? Sim, e como! Hoje teremos Resenha de 2 perfumes famosos dele: Classique Edp e Classique Edt.
JPG E SEUS PERFUMES CLASSIQE
Frascos lindos dos perfumes Classique - corpo feminino com body em renda (Edp) e vidro fosco (Edt) 


Apaixonado por sua avó, uma senhorinha glamourosa, há quem diga que ele se inspirou para fazer a fragrância Classique Eau de Parfum. Suas lembranças falam de uma avó cujo quarto cheirava a pó-de-arroz facial, esmaltes e acetona. Como transformar essas lembranças em um perfume?
CLASSIQUE EDP DE JEAN PAUL GAULTIER
JPG assinava as roupas de alguns shows da Madonna - detalhe da renda no corpo do frasco.

Classique Eau de Parfum inicia floral frutado e "químico". Como assim, químico? Por detrás do imenso e adorável bouquet de rosas maduras tem um cheiro de calda de pêssego com ameixa. Só que junto com estes cheiros tão bem usados na perfumaria, há uma sensação de algo a mais. Como você pode adivinhar temos aqui um acorde quase nunca usado na perfumaria feminina. Classique é quente e tem "gotas" perfumadas de rum. É perfume noite, é perfume sensual. Sua evolução é tão intrigante que as rosas maduras embebidas em rum trilham pela pele ganhando baunilha não medicinal, não "gustativa". Há um toque marcadamente oriental, como se um incenso queimasse na casa vizinha. Junte o jardim rosado, a bebida quente, a baunilha ainda mais quente e cremosa, associe a um enfumaçado indiano e acrescente cheiro de pele no inverno depois de horas aquecida por casacos. Só que junto com todo esse calor intensamente perfumado há algo indecifrável e que muita gente chama de cheiro "químico", por não ser a natureza sua fonte de inspiração. Sim temos, ao longe e acompanhando tudo, uma proposta química, oleosa, um quê de removedor de esmalte na base do Classique Eau de Parfum junto com uma baunilha doce madura. Intrigante, não é? JPG na versão Eau de parfum já tem 24 anos e continua me surpreendendo sempre que tiro o lacre e perfumo meu pescoço nas noites de inverno. 

Classique é exuberante, apesar de há décadas no mercado não foi imitado e não percebo ter sido inspiração para nenhum outro. É único, assim como seu irmão Eau de Toilette. 
JPG  E O PERFUME COM CORPO FEMININO
Detalhe da "costa" do frasco do perfume. Body em vidro fosco com "laços" e assinatura Gaultier.

3 anos depois, em 1993, JPG lança a versão Classique Eau de Toilette. Sua saída me faz lembrar do Eau de parfum, só que é luminosa, mais exuberante, fala bem alto. As frutas cítricas borrifam corpo e todo o ambiente ao redor. Sim, Classique Eau de Toilette projeta imensamente! As rosas aqui estão mais jovenzinhas, recém floradas e ganham gotas de laranja, tangerina e o pó-de-arroz facial da vovó do Jean Paul Gaultier está aqui um tequinho mais forte. Jacques Cavalier, o perfumista, caprichou mais no talquinho, desta vez.  À medida em que evolui, Classique Eau de toilette têm notas mais clássicas e menos inovadoras. Não tem rum, não tem acetona, mas tem aquelas flores brancas que milhares de mulheres e homens amam: ylang-ylang, e tuberosa - flores que na tradição oriental simplesmente funcionam como cheiros afrodisíacos. E acrescente aquele cheiro de quando fervemos gengibre! Imagine tudo isso junto - vibrante ao máximo. Com evolução longa, as flores brancas, o forte acento em flor de laranjeira, caminham em direção a um cheiro soapy, um sabonete floral com intensa longevidade sobre a pele. Não sinto baunilha e canela, como propõe a marca, mas a estrutura final, o resto que fica na pele depois de 10 horas é parecido entre os dois... âmbar incensado


* Classique Eau de Parfum tem notas e foi trabalhado de um jeito que nitidamente percebemos ser um perfume menos diluído, mais encorpado. Suas características ainda o tornam mais fechado, menos "falante". Uma mulher sedutora e plenamente centrada em si.
* Já o Classique Eau de toilette exala sedução por todos os poros, projeta muito mesmo! E sua proposta, quando comparada ao do Eau de Parfum, parece mais "aberta" e vibrante. Sedutor, mas extrovertido. 
Detalhes:
Jacques Cavallier assina a criação dos dois perfumes, e Saint-Gobain é o desenhista dos frascos. O Classique Edp lançado em 1990 e o Classique Edt em 1993. 

Projeção: os dois perfumam muito, deixam rastro e fixam maravilhosamente. Se formos compará-los, considero:
- o Edp mais concentrado e intimista. Médio alto rastro, média alta projeção e excelente fixação.
- o Edt mais aberto e extrovertido. Alto rastro, intensa projeção e excelente fixação.

Preciso ter os 2? Sim, uso o Edp em ocasiões mais sofisticadas, noturnas e invernais; e o Eau de toilette é um dos meus perfumes para o dia a dia no inverno. Não os uso no verão, pois exalam muito e por horas! :) 

E o vídeo comercial da linha Classique, você já assistiu? Fala bem sobre o poder de um perfume que prolonga a sua presença ..... e arrebata. ;) 


E você, curte o estilo dos perfumes Classique? Como eles ficam em sua pele?

28 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, é possível ter os 2 e sentir diferenças tanto na proposta olfativa quanto na possibilidade de uso. :) Amo os dois - Edp e Edt.

      Excluir
  2. Adoro o blog! Conheci por causa do meu querido Rodrigo do Box 79.
    Coincidência, acabei de comprar o Classique toilette. Senti numa amiga , mas o parfum. Achei bem parecido. A fixação nem se fala.... demais!

    ResponderExcluir
  3. Adoro o blog; que conheci atraves do meu querido Rodrigo do box 79. Acabei de comprar o Classique toilette. Amei! senti o parfum numa amiga e logo fui atrás dele la no box.
    Ainda não estou conseguindo usar, mas com certeza vou usar muito no inverno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que legal, Janayna! Obrigada pelo contato . Sempre é bom saber que o blog está se tornando mais conhecido. Sim, até hoje daria para usar o Eau de toilette, mas ele ficará ainda melhor no nosso friozinho de outono. Ele se mostrará mais!

      Excluir
  4. Amo o EDT, realmente os 2 grudam na pele. Quero te dizer que tu já influenciou várias
    das minhas compras, amo todos os ótimos textos (resenhas) que faz. Gratidão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tão bom encontrar gente com a mesma paixão, Silvia... obrigada por fazer deste um teu canto de leitura tbém! bj

      Excluir
  5. Que rico texto! Inebriante....sedutor, gustativo, apetitoso, envolvente, cheio de lembranças boas, recordações saudosas de minha avó materna....ai, quando lembro do potinho de pó de arroz, quanta saudade!

    E vir aqui é sentir, viajar em minhas lembranças tão doces, sorrisos que vejo quando fecho meus olhos, imaginando cheiros, abraços e carinhos de meus amados que já se foram.....

    Obrigada minha querida, consegues resgatar das caixinhas de minha memória, sensações maravilhosas.

    Mas descendo das alturas, rsrs....te pergunto, não achas nem um tantinho parecido com meu amado Organza??? Pois, quando por um leve momento, quase comprei na Sephora, senti ao inalar seu perfume, uma coisa e tal do Organza, será?? Mas ele está em minha lista interminável de perfumes que quero.

    Um beijo carinhoso e continue a embalar minhas recordações tão doces, por favor!!!!
    Malú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o poder dos perfumes, Malú... eles estão ali ao lado das nossas memórias....

      Sim, nossa lista jamais acaba; estamos juntas nesse apreço e admiração pelos cheirosos! Hum....não vi elo com o Organza :( :(

      bjs, querida feliz semana!

      Excluir
  6. Meu top perfume feminino odiado... O motivo: o tal do âmbar. Milhares amam, e até eu cheguei a amar por um bom tempo, até que percebi que minhas enxaquecas disparavam por conta dele. Triste, eu sei. Um mundo olfativo sem a notinha "âmbar" é muito menos interessante, já que ele dá o tom na maioria das fragrâncias.

    Continuo adorando tuas resenhas! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, querida Julia!! Houve uma época em que eu não suportava âmbar (por culpa do Amber ROmance da Victoria`s Secret, lembra-se?) Fiquei anos sem poder sentir o cheiro e, depois, gostei novamente (não o da VS, que não posso ver). bjs

      Excluir
  7. Preciso conhecer o EDP, Acho que gosterei dele também. Emprestei o meu EDT a minha sobrinha que adora perfumes e virou o preferido dela. Me devolveu ontem, pois eu já estava com saudades.É um perfume bem conhecido: no meu trabalho três colegas usam. Rastro e fixação não tem outro igual! E Malu, também senti semelhança com o Organza.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vou ter que provar o Classique o Organza um em cada lado do braço rsrs ... pelo visto tem semelhança mesmo!! bjs Raquel

      Excluir
  8. Gostaria de antemão, lhe parabenizar pelo trabalho. Você é sensacional. Não sei se ja fizeram essa pergunta, me perdoe se sim. Existe semelhança no cheiro dos dois? Média, pouca.. Não tem.. Estou em dúvida em qual comprar. Preciso de ajuda. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Natalia!

      Eles são parecidos no geral, mas as diferenças estão em particularidades como:
      - nota rum no Edp, ser mais encorpado, mais invernal e sensual.
      - mais floral, vibrante, mais projeção no Edt, mais primaveril....

      bjs

      Excluir
    2. Na verdade, me chamo Thalita, tô usando o email da minha turma de faculdade e nem sei por que esta com esse nome. rss..
      A minha intenção é comprar para usar quando for sair a noite. Aqui na paraíba as estações do ano não são bem definidas, não posso nem te informar pra você me ajudar. :(

      Excluir
    3. Pelo que li, EDT pode ser usado até pela manha e o EDP não. Entendi corretamente?

      Desde já meu sincero obrigada.

      Tudo de bom!

      Excluir
    4. Thalita, considerando que na Paraíba é mais quente que aqui, acho que os 2 vc pode usar à noite. Aí o que vai impactar mais na sua decisão será mesmo o cheiro: imagine se vc quer algo mais denso e "licoroso" (Edp) ou mais fluido e explosivo e "cheguei" (edt). ;) abraços perfumados...

      Excluir
    5. Vou experimentar! Eu gosto de "cheguei"! Estranhei.. o EDT é mais "cheguei" que o EDP? kkkkk Legal!!! :)))

      Quando comprar, venho aqui de novo!
      Obrigada!!!! Abraçoooos!

      Excluir
    6. Sim, Natalia

      geralmente os Edts projetam mais que os Edps! ;) bjs Ficarei te esperando

      Excluir
  9. Vim deixar o meu parecer sobre o Classique EDP que chegou essa semana e eu não via a hora de experimentá-lo. Ainda não o usei o tempo suficiente para uma opinião definitiva, mas a princípio não gostei muito, pois lembrou-me o Giorgio B.H. Será a famosa tuberosa?Quem sabe me dizer. Sendo assim, pelo menos até agora, posso dizer que gosto mais do EDT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :( que dó! Quem sabe no inverno, Raquel?

      Excluir
    2. Nada como o tempo para sentir um perfume novo. Pois o tempo está a meu favor e a cada nova prova do Classique EDP vou gostando mais e mais. Percebi que a semelhança dele com o Giorgio BH é apenas no começo, pois depois ele começa a ficar mais denso, mais fechado e escuro (entenderam?hahaha). Dei uma borrifadinha em uma echarpe e guardei na gaveta. Parte do perfume tocou na minha mão e deu aquela ofuscada no Contradiction que eu estava usando. Quando mais o tempo passava, melhor ele ficava. E o banheiro?Cada vez que entro, eu sorrio de tããão bom que está o cheiro. Não vejo a hora de esfriar mais para usá-lo a noite. Acho que será o meu femme fatale.rs

      Excluir
    3. aguardarei ansiosa o desenrolar desta história perfumada, Raquel. bj

      Excluir
  10. Escrevo essas mal traçadas linhas, rs, para acrescentar outra experiência com os Classiquinhos: em uma echarpe borrifei o EDP e na outra o EDT e adivinhem qual delas eu adoooro cheirar? A perfumada pelo EDP e que surpresa - não gostei muito do cheiro do EDT na outra. Será a química perfume/tecido?As duas echarpes são de tecido fino, tipo cambraia. Não vejo a hora de esfriar mais para usar o EDP a noite.bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel

      tenho um amigo que diz ficar enjoado com as flores de laranjeira do Edt. Será que são elas que não gostas tbém? Será isso?

      Por outro lado: perfume em tecido não tem o mesmo desempenho de perfume na pele. No tecido eles não evoluem, ficam um "combo" só do início ao fim .

      E esse inverno que custa a chegar?
      A cada manhã penso "é hoje!" E nada! Veranicos ainda... Quem sabe neste px fim de semana dê para usar as bombas, não é? Ao menos a previsão do tempo indica forte queda na temperatura para a nossa Floripa! Queira Deus! :)

      bjs

      Excluir
  11. O Classique EDT me lembra cheiro de vela queimando e flores, enfim cheiro de cemitério. Já o Classique EDP é bem gostosinho, uso e recomendo.

    ResponderExcluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover