ADRIANA EM MEU PRIMEIRO PERFUME


Cada pessoa tem uma história perfumada e estou amando ler cada uma delas aqui no Village Beauté. Adriana com intensidade compartilha momentos marcantes da sua vida. Vem comigo ler a sua crônica, que bem poderia ser roteiro para cena de cinema...



Meu primeiro perfume...

Na realidade trata-se do primeiro perfume importado, que por sinal recorda o grande amor da minha vida.

Em 2000, tinha 20 aninhos, vivíamos a efervescência das salas de bate-papo na rede utilizando internet discada  (consigo ouvir até aquele barulhinho engraçado quando discava para conectar...rs). As pessoas buscavam amizade e relacionamento online, era algo novo, a última moda, nada comum e simples como nos dias atuais.

A possibilidade de se comunicar com pessoas desconhecidas em qualquer lugar do país ou fora dele usando um computador para “tc” (teclar) era muito recente e tornou-se uma febre.

Eu conheci algumas pessoas desta forma, fiz amigos na época e um deles tornou-se muito especial. Passamos a nos comunicar diariamente numa sala de bate papo chamada “Românticos 9”, trocávamos e-mail e as afinidades eram tantas que já não conseguíamos ficar sequer um dia sem contato.

Um sentimento gigantesco passou a gritar dentro de nós e percebemos que estávamos completamente apaixonados, ainda que distantes 800 Km um do outro, sem nunca termos nos visto pessoalmente.
Meu nickname era *OldWestCowgirl* e o dele #Cowboy Cigano#, eu na região metropolitana de Curitiba e ele no interior de São Paulo.

Certo dia, combinamos de conversar por telefone, quase desmaiei de alegria quando o telefone tocou e ouvi sua voz pela primeira vez. Daí para frente, foram muitas madrugadas conversando horas ao telefone sobre nossas vidas, segredos, angústias, sonhos e sentimentos.

Lembro-me de enviar cartas românticas repletas de borrifadas do meu primeiro perfume, que segundo ele exalavam maravilhosamente mesmo tempos depois. Dizia que pegava as cartas perfumadas da gaveta e ficava sentindo meu cheiro e sonhando com o dia que me conheceria ao vivo...rs.

Eu também sonhava com esse momento, imaginando como seria a primeira vez que nossos olhos se encontrassem, e adormecia ouvindo nossa música: 



Após 7 meses de espera, de um amor compartilhado na distância, ele dirigiu 8h para me ver pela primeira vez.

Esperei sentada num banco, até que o vi chegando, andando entre as árvores daquele lugar. Levantei e fui ao seu encontro, ninguém precisava me dizer que era ele, eu conseguia sentir.

Não há palavras que possam expressar nosso primeiro momento juntos, apenas nos olhamos e nos beijamos longamente, envoltos pelo perfume que eu usava e não poderia ser outro senão aquele que exalou durante toda essa história e seguiu exalando durante todo tempo que permanecemos vivendo nosso amor verdadeiro:

Poême - Lâncome

Sem dúvida, esse floral luminoso, doce e envolvente com rastro de felicidade me devolve ao passado de uma forma única ao recordar algo tão especial.

E com esta sensação alegre e nostálgica é que agradeço a oportunidade de compartilhar minha lembrança perfumada nesse cantinho especial tão bem preparado e carinhosamente mantido pela adorável amiga Dâmaris.

Adriana Anchau (*OldWestCowgirl* Adri). São José dos Pinhais, Paraná.
CRONICA DA ADRIANA PARA O BLOG VILLAGE BEAUTÉ

Adriana, minha querida amiga a distância,
obrigada pela confiança de entregar a mim e às pessoas que lêem e fazem o VB essas intensas e marcantes  fases da tua História de vida com os perfumes. Pude sentir a saudade e o carinho que  dedicas ao Poême e, principalmente, a tudo o que ele te proporciona.

Muito obrigada.

Coincidências existem? Não sei, mas gostaria de dizer que na organização das crônicas que minhas amigas e amigos têm enviado reservei a publicação da Adriana / OldWestCowgirl para hoje, dia 29 de abril e: hoje é o dia do Aniversário da Adriana!

Que a vida lhe surpreenda com a mesma intensidade, quiçá maiores do que estas que já vivestes, querida. Feliz aniversário!

bjs e abraços perfumados, Dâmaris.

Demais crônicas já publicadas:

17 comentários :

  1. Linda crônica! Adorei conhecer um pouco mais da história da Adriana. É o perfume nos aproximando! Beijos pra vcs duas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diana, a paixão por perfumes aproximando e revelando pessoas. Forte e marcante texto da Adriana...gostei muito tbém. bjs, querida.

      Excluir
  2. Nossa, que lindo! Fiquei emocionada com a crônica da Adri! Muito bacana poder conhecer mais um pouquinho da história de cada um dos apaixonados por perfumes, pessoas tão especiais que aprendemos a gostar e admirar ainda que à distância. Curti mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, não parece cena de cinema? Viajei na história da Adri, me emocionei e como torço para que a vida dela seja sempre assim amorosamente perfumada e bem vivida. Espero te ver por aqui, heim? obrigada. bjs

      Excluir
  3. Adri,

    Que história mais linda!
    Estou encantada com o que acabei de ler e o fundo musical, juntamente com o perfume(que por sinal, amo), fizeram com que tudo ficasse ainda mais perfeito!
    Obrigada por compartilhar conosco!
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda...me emocionei todas as vezes que li a crônica da Adriana..

      Excluir
  4. Adriana, linda a crônica! Parabéns pelo seu aniversário!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Belíssima história para um belíssimo perfume!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veremos o Perfume Poême com um novo olhar daqui em diante....

      Excluir
  6. *OldWestCowgirl* Adrisábado, março 30, 2013

    Inicialmente agradeço Dâmaris pelo espaço e pela delicada felicitação no meu aniversário.
    Agradeço ainda à todas que comentaram, pelas palavras amáveis.
    Confesso que também me emocionei ao ver a publicação, é muito especial ver um pedaço da nossa história registrada aqui.
    Cowbeijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E uma linda história, Adri.... que ela amorosamente se repita em teus dias. bjs

      Excluir
  7. Arrepiei! Que história linda! E que texto incrível! Adri é o máximo. Sou louca pelas resenhas dela na APP (os fortes entenderão rs).

    ResponderExcluir
  8. que história linda!

    engraçado como as vezes esquecemos a roupa que estávamos, mas não esquecemos o cheiro. delícia.

    ResponderExcluir
  9. Q ue linda sua história, e já vi uma bem parecida até a cena do bj, depois acabou na poeira, rs...]

    E acredito no amor,e claro, o perfume sempre está envolvido, o nosso preferido, e que sempre marcará...

    Já gostava da Adriana da App do Orkut, e vi que é como eu uma grande romântica :)

    Bjs pra Dâm e pra vc, perfumados de coisas boas!

    ResponderExcluir
  10. *OldWestCowgirl* Adrisábado, abril 20, 2013

    Obrigada pelas considerações, garotas.
    Concordo, memória olfativa é algo fantástico.
    Sim, sou uma eterna romântica...rs.
    Cowbeijo.

    ResponderExcluir

O Blog Village Beauté está com suas atividades suspensas.

Grata pela compreensão.

Pin It button on image hover